Varíola dos macacos: Brasil encomendou 50 mil doses de vacina em consórcio da Opas

O Brasil espera receber 50 mil doses de vacina contra varíola dos macacos, a monkeypox, por meio da compra realizada num consórcio da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), dizem especialistas ligados às negociações. Além do Brasil, de acordo com informações recentes da entidade, outras nove nações buscam doses para imunização em conjunto.

Amílcar Tanuri: 'Crianças são vulneráveis à varíola dos macacos', diz virologista da UFRJ

Varíola dos macacos: cientistas identificam dois novos sintomas do surto atual; saiba quais

Neste momento, somente uma farmacêutica têm doses para varíola dos macacos. Trata-se da dinamarquesa Bavarian Nordic. Ao GLOBO, a empresa afirmou que os primeiros países a encomendar doses para o surto o fizeram há nove semanas. Apesar da negociação ter ocorrido depois, a Opas acredita que será possível receber doses ainda neste ano.

A vacina, em outros países, tem sido direcionada a profissionais de saúde, pessoas que tiveram contato com a infecção e homens com diversos parceiros sexuais.

Nesta sexta-feira, foi identificada, no Brasil, a morte de um homem com 41 anos em decorrência da infeção. De acordo com a nota do Ministério da Saúde, ele apresentava um quadro de imunidade baixa e comorbidades, incluindo câncer (linfoma), que levaram ao agravamento do quadro". A nota diz que ele ficou hospitalizado em hospital público em Belo Horizonte, sendo depois direcionado ao CTI. "A causa de óbito foi choque séptico, agravada pela monkeypox", conclui o documento.

No Brasil, de acordo com informações do Ministério da Saúde, são 1.066 pessoas contaminadas pela doença, sendo 823 apenas no Estado de São Paulo. Há ainda 124 diagnósticos no Rio de Janeiro. Três crianças coma doença também foram identificadas na capital paulista.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos