Varíola dos macacos: EUA registram primeiro caso da doença em uma mulher grávida

Os Estados Unidos registraram, neste fim de semana, o primeiro caso de uma mulher grávida diagnosticada com varíola dos macacos. A paciente deu à luz um bebê que nasceu com segurança, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) do país. A identificação e a localização da mulher e da criança não foram divulgadas.

Varíola dos macacos: único fabricante de vacina diz que países atrasados na compra podem ficar com poucas doses

Álcool acelera envelhecimento: Estudo genético de Oxford comprova relação; entenda como

A informação foi confirmada pelo diretor da divisão de prevenção da aids no CDC, John Brooks. O médico afirmou, durante um webinar, no sábado, que "houve um caso de uma mulher grávida que deu à luz".

— Sabemos que uma infecção pode ocorrer através da transferência placentária. E no caso que conhecemos atualmente, não parece que o vírus tenha sido transmitido — disse Brooks, durante a apresentação para a Infectious Diseases Society of America no fim de semana.

Movimentos inquietos: Por que balançar as pernas e mexer os dedos, fazem bem à saúde

Brooks disse ainda que o bebê parece não ter contraído a doença da mãe durante a gravidez. Segundo a rede de televisão CBS, o recém-nascido recebeu uma infusão de imunoglobulina, um tratamento com anticorpos usado durante surtos de varíola.

— Aquele recém-nascido recebeu o IG profilaticamente. E tanto a mãe quanto o bebê estão bem — disse o médico Brett Petersen, do CDC, no webinar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos