Varíola dos macacos: ministro da Saúde anuncia que receberá antiviral contra doença

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta segunda-feira que o Brasil receberá o antiviral tecovirimat contra a varíola dos macacos. O medicamento será fornecido por intermédio da OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde).

"Serão contemplados casos mais graves em um primeiro momento", escreveu Queiroga em suas redes sociais. O ministro da Saúde, no entanto, não informou a quantidade adquirida nem quando o medicamento chegará no país.

Na sexta-feira, o Ministério da Saúde confirmou a primeira morte pela doença no país, registrada em Minas Gerais. Trata-se também do primeiro óbito do surto mundial fora do continente africano, onde a doença é endêmica.

Segundo comunicado da pasta, o paciente tinha 41 anos, comorbidades e apresentava um quadro de imunossupressão por estar passando por uma quimioterapia para tratar um câncer no sistema linfático, um linfoma. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital público da capital mineira e morreu devido a um choque séptico, quando a infecção se alastra pelo corpo. A Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais informou que o óbito foi registrado na quinta-feira.

Integrantes da pasta já haviam dito que o ministério deveria, a partir do óbito, intensificar as ações de vigilância contra a varíola dos macacos. O Centro de Operações de Emergências (COE) do órgão para o enfrentamento da monkeypox foi aberto na sexta-feira. Até o momento, o país registros 1.066 casos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos