Varíola dos macacos: Sobe para sete o número de casos confirmados no Brasil

O Ministério da Saúde confirmou o sétimo caso de varíola dos macacos (ou monkeypox) no Brasil nesta sexta-feira. Também é o segundo no Rio Grande do Sul. O paciente é um homem de 34 anos, que retornou de viagem à Europa e está isolado em casa. O quadro é estável, sem complicações. O Instituto Adolf Lutz, em São Paulo, foi responsável por analisar a amostra e isolar o vírus.

Vacinação privada: Governo permite que empresas comprem vacinas contra a Covid-19 sem doação de doses ao SUS

Covid-19: Ministério da Saúde deve liberar quarta dose para pessoas a partir de 40 anos na próxima semana

Epidemia: Brasil ultrapassa 500 mortes por dengue em 2022, mais do que o dobro do ano passado

Eram seis casos confirmados até a última quinta. Além do Rio Grande do Sul, São Paulo tem quatro casos confirmados e Rio de Janeiro, dois. Segundo a pasta, outros nove estão em investigação e pelo menos 15 foram descartados.

“O Ministério da Saúde foi notificado nesta sexta-feira (17) da confirmação de novo caso de monkeypox no Brasil, no Rio Grande do Sul. O caso foi confirmado pelo Instituto Adolf Lutz, em São Paulo, por meio de isolamento viral. Trata-se de um paciente residente no Rio Grande do Sul, do sexo masculino, 34 anos, com histórico de viagem para Europa. O paciente está em isolamento domiciliar e apresenta quadro clínico estável, sem complicações e está sendo monitorado pelas Secretarias de Saúde do Estado e Município”, diz a nota.

Covid-19: Metade dos hospitais privados em São Paulo já registra ocupação acima de 80%

Entre os principais sintomas, estão febre, erupção cutânea e adenomegalia, que é o aumento dos linfonodos do pescoço. A transmissão viral se dá por meio de fluidos corporais, gotículas e materiais contaminados. Usar máscara e lavar as mão são duas formas de prevenção recomendadas pela pasta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos