Variação de preços de alimentos básicos chega a 46% no estado do Rio em 12 dias

·1 minuto de leitura

O Procon Estadual do Rio de Janeiro realizou um levantamento de preços de produtos básicos da alimentação dos consumidores fluminenses, em sete municípios, entre os dias 21 de agosto e 2 de setembro. Durante a pesquisa, em Niterói, os servidores da autarquia anotaram uma variação de 46% no preço da cartela de 20 ovos, que custava R$ 7,89 em um estabelecimento, e R$ 11,50 em outro. Foi a maior diferença de preços encontrada.

A pesquisa ocorreu em 26 estabelecimentos no Rio de Janeiro, Macaé, Campos dos Goytacazes, Niterói, Nova Iguaçu, Nilópolis e Nova Friburgo. Os itens observados foram: arroz, feijão preto, óleo de soja, leite, ovos, açúcar, sal, fubá, macarrão, farinha de trigo e farinha de mandioca.

No Rio de Janeiro, os agentes encontraram uma variação de 22% para o preço do arroz, que chegou a custar de R$27,79 a R$33,98; e de 24% para o preço da farinha de trigo, que variou de R$3,99 a R$4,98. Em Niterói, no leite de 1 litro na embalagem tetrapak, essa diferença era de 13%.

Em Nova Iguaçu, a variação de preços do óleo de soja e do açúcar ficou em torno de 15% enquanto o feijão em Nilópolis variou 23%. Já em Campos dos Goytacazes, 500g de macarrão custava de R$4,29 a R$4,99. Em Macaé, o preço do fubá variou 14% enquanto ao da farinha de mandioca variou 29%. O preço do sal em Nova Friburgo variou 17%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos