Variante delta do coronavírus é tão contagiosa quando catapora, indica relatório do CDC

·2 minuto de leitura
Coronavirus COVID-19 computer generated image.
Estudo do CDC indica que mesmo pessoas totalmente vacinadas podem transmitir o vírus (Foto: Getty Images)
  • Relatório do Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos EUA indica que variante delta do coronavírus é tão contagiosa quanto a catapora

  • Mutação do vírus é mais contagiosa que MERS, Sars e Ebola

  • Decisão de retomar a obrigatoriedade de máscaras em locais fechados surgiu a partir deste documento interno, divulgado pela imprensa norte-americana

Um relatório interno feito pelo Centro de Prevenção e Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos indica que a variante delta do coronavírus é tão contagiosa quanto catapora.

Já se sabia que a cepa, originada na Índia, era mais contagiosa que as outras conhecidas. No entanto, o novo documento, divulgado inicialmente pelo The Washington Post, dá outra dimensão para o fenômeno. Segundo o relatório, a variante delta é mais transmissível que os vírus que causam a MERS, Sars, Ebola, gripe comum.

Na última terça-feira (27), Rochelle Walensky, diretor da agência, havia admitido que mesmo pessoas completamente vacinadas podem ser contagiadas e passar o vírus para outras pessoas, caso se trate da variante delta – mas, com menos frequência.

Leia também

O documento do CDC alerta que “a guerra mudou” e é preciso reconhecer isso. O conteúdo do relatório mostra que a variante delta gera preocupações entre os cientistas da agência, porque está se espalhando pelos Estados Unidos.

Na quinta-feira (29), a média de novos casos diários de covid-19 nos Estados Unidos era de 71 mil. Os dados sugerem que pessoas vacinadas também estão contraindo o vírus e contribuindo para a alta de casos, mesmo que, provavelmente, sejam menos atingidos que aqueles que não estão vacinados. Para Rochelle Walensky, a transmissão do vírus por pessoas vacinadas é um evento raro.

Na última terça-feira, o CDC recomendou que os norte-americanos voltem a usar máscaras em locais fechados. Segundo o jornal The New York Times, a decisão teria sido baseada neste documento. “Devido à alta transmissibilidade à cobertura vacinal, o uso universal de máscaras é essencial”, reportam os especialistas.

O documento ainda indica que pessoas com problemas imunológicos devem usar máscara mesmo em locais sem alto risco de transmissão. O mesmo vale para os norte-americanos que estão vacinados, mas têm contato frequente com pessoas vulneráveis, como idosos ou crianças mais jovens.

O relatório do CDC está baseado em dados de diversos estudos, como uma análise de um surto de covid-19 em Provincetown, em Massachusetts, que começou depois do 4 de julho, quando os EUA comemoram a independência.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos