Variante Delta: Especialista da Casa Branca diz que EUA está indo na 'direção errada' e considera volta de máscaras

·4 minuto de leitura
U.S. President Joe Biden removes his face mask to speak as he commemorates the 50 millionth coronavirus disease (COVID-19) vaccination in the South Court Auditorium at the White House in Washington, U.S., February 25, 2021. REUTERS/Jonathan Ernst
Em entrevista à CNN, o assessor médico da Casa Branca também afirmou ter participado de conversas sobre a alteração das diretrizes de uso da máscara — o uso tinha sido suspenso para vacinados (Foto: REUTERS/Jonathan Ernst)
  • O assessor médico da Casa Branca, Anthony Fauci, afirmou neste domingo (25) que o país está indo na "direção errada" na pandemia do coronavírus

  • Em entrevista à CNN, o assessor médico da Casa Branca também afirmou ter participado de conversas sobre a alteração das diretrizes de uso da máscara — o uso tinha sido suspenso para vacinados

  • Entre os países onde a variante Delta já é a causa de mais de 75% dos novos casos da doença, estão Índia, China, Rússia, Indonésia, Austrália, Bangladesh, Reino Unido, África do Sul, Portugal e Israel

O assessor médico da Casa Branca, Anthony Fauci, afirmou neste domingo (25) que o país está indo na "direção errada" na pandemia do coronavírus e em uma "situação desnecessária" de aumento de casos de Covid-19. 

Segundo a agência de notícias AP, o principal especialista em doenças infecciosas dos Estados Unidos atribuiu o recente crescimento de casos de Covid-19 à parcela da população não vacinada e à variante Delta

Leia também

Os EUA ocupam o primeiro lugar no triste ranking de mortes provocadas pelo coronavírus no mundo com mais de 600 mil óbitos. A campanha de vacinação em massa, que já atingiu cerca de 49% dos norte-americanos com as duas doses dos imunizantes, fez os casos despencarem.

Porém, há um sinal de alerta com a circulação da variante delta. De acordo com a AP, o especialista disse estar "muito frustrado" e afirmou que a recomendação para que pessoas vacinadas usem máscara está "sob constante consideração" pelas autoridades oficiais de saúde pública do governo.

Volta do uso da máscara por pessoas vacinadas nos EUA

Em entrevista à CNN, o assessor médico da Casa Branca também afirmou ter participado de conversas sobre a alteração das diretrizes de uso da máscara — o uso tinha sido suspenso para vacinados.

Segundo ele, em locais com aumento de casos atualmente, como o Condado de Los Angeles, já estão solicitando para pessoas usarem máscara em público independentemente de terem sido vacinadas ou não.

"Este é um problema predominantemente entre os não vacinados, e é por isso que estamos lá, praticamente implorando aos não vacinados que saiam e se vacinem”, disse Fauci.

Top infectious disease expert Dr. Anthony Fauci responds to accusations by Sen. Rand Paul (R-KY) as he testifies before the Senate Health, Education, Labor, and Pensions Committee on Capitol hill in Washington, D.C., U.S., July 20, 2021.  J. Scott Applewhite/Pool via REUTERS
Segundo ele, em locais com aumento de casos atualmente, como o Condado de Los Angeles, já estão solicitando para pessoas usarem máscara em público independentemente de terem sido vacinadas ou não (Foto: J. Scott Applewhite/Pool via REUTERS)

Reforço da vacina contra a Covid

Fauci afirmou ainda que especialistas do governo estão revisando dados enquanto avaliam recomendação para que os indivíduos vacinados tomem doses de reforço. 

Em entrevista, ele sugeriu que pessoas com comorbidades ou em estado de vulnerabilidade, como quem passou por transplante de órgãos e pacientes com câncer, "provavelmente" serão recomendados para doses de reforço.

Variante Delta no mundo será predominante

A Organização Mundial da Saúde (OMS) prevê que a variante Delta, que é muito contagiosa e já é responsável por mais de 75% dos novos casos de covid-19 em muitos países, vai se tornar a cepa predominante nos próximos meses.

Detectada pela primeira vez na Índia, esta variante está agora presente em 124 países e territórios. São 13 a mais do que na semana passada, em comparação com 180 (seis a mais) para a Alfa, que surgiu no Reino Unido; 130 (sete a mais) para a Beta, identificada pela primeira vez na África do Sul; e 78 (três a mais) para a Gamma, que apareceu no Brasil, ressaltou a OMS.

"A expectativa é que (a variante Delta) suplante rapidamente as outras variantes e se torne a cepa dominante (da covid-19) em circulação nos próximos meses", afirmou esta agência da ONU, com sede em Genebra.

Entre os países onde a variante Delta já é a causa de mais de 75% dos novos casos da doença, estão Índia, China, Rússia, Indonésia, Austrália, Bangladesh, Reino Unido, África do Sul, Portugal e Israel.

"Ainda não está claro, porém, qual o mecanismo exato que causa a maior transmissibilidade" dessa variante em comparação com as outras, reconheceu a OMS.

Nurses wait for people to come by to receive their coronavirus disease (COVID-19) vaccine at a mobile pop-up vaccination clinic hosted by the Detroit Health Department with the Detroit Public Schools Community District at East English Village Preparatory Academy in Detroit, Michigan, U.S., July 21, 2021.  REUTERS/Emily Elconin     TPX IMAGES OF THE DAY
Cerca de 3,4 milhões de casos adicionais de covid-19 foram identificados na semana de 12 a 18 de julho, o que supõe um aumento de 12% em relação à semana anterior, ressaltou o organismo (Foto: REUTERS/Emily Elconin)

Cerca de 3,4 milhões de casos adicionais de covid-19 foram identificados na semana de 12 a 18 de julho, o que supõe um aumento de 12% em relação à semana anterior, ressaltou o organismo.

"Nesse ritmo, o número acumulado de casos notificados (desde o início da pandemia) em todo mundo deve ultrapassar 200 milhões nas próximas três semanas", alertou a OMS.

Quatro fatores explicam essa tendência, segundo a organização: variantes mais transmissíveis, relaxamento das medidas de saúde pública, maior interação social e o fato de que muitas pessoas ainda não foram vacinadas.

Na semana passada, o número de novos casos aumentou 30% na região do Pacífico Ocidental, e 21%, na região da Europa, conforme definição da OMS.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos