Dados apontam que a variante Ômicron já é a responsável por mais da metade das infecções de covid no Brasil

·2 min de leitura
Foto: Rahel Patrasso/Xinhua via Getty Images
Foto: Rahel Patrasso/Xinhua via Getty Images

A variante Ômicron do coronavírus já é dominante no Brasil, sendo a responsável por 58,33% dos casos de covid-19 confirmados no país, segundo levantamento da plataforma online Our World in Data.

Vinculada à Universidade de Oxford, o site é considerado uma referência na publicação de dados sobre a pandemia. Os dados correspondem à parcela da ômicron em todas as sequências analisadas nas duas semanas anteriores ao dia 27 de dezembro.

Em 13 de dezembro, a ômicron era responsável por apenas 2,85% dos casos de covid-19 sequenciados nas duas semanas anteriores, segundo os dados da Our World in Data, confirmando assim a sua alta transmissibilidade da cepa.

A variante já se tornou dominante na África do Sul, no Reino Unido, na França e nos EUA, entre outros países.

A variante foi detectada inicialmente na África do Sul e reportada à Organização Mundial da Saúde (OMS) em 24 de novembro. Desde então, vem se espalhando a um ritmo acelerado. Em sua última contagem, a Organização Mundial da Saúde (OMS) apontou que 128 países já confirmaram casos da ômicron.

Além de ser altamente transmissível, ela conta com grande número de mutações. Até o momento, os pacientes identificados com a variante demonstraram, entre os sintomas mais comuns, cansaço extremo, dores pelo corpo, dor de cabeça e dor de garganta.

Ontem, dados preliminares de um sequenciamento genético realizado pela Secretaria Municipal da Saúde e pelo Instituto Butantan apontaram 50% de prevalência para a variante ômicron do novo coronavírus na capital paulista.

O estado de São Paulo teve um aumento de 30% em novas internações por covid-19 nos hospitais públicos e privados na última semana. O número de novos hospitalizados com a doença subiu de 425 para 552 na primeira semana do ano, impulsionado pela ômicron, já em transmissão comunitária no Brasil, e pelas festas de fim de ano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos