Varíola de macaco: estado de São Paulo confirma terceiro caso

No total, são cinco casos de varíola de macaco no Brasil. (Foto: Cynthia S. Goldsmith, Russell Regner/CDC via AP, file)
No total, são cinco casos de varíola de macaco no Brasil. (Foto: Cynthia S. Goldsmith, Russell Regner/CDC via AP, file)
  • Paciente tem histórico de viagem à Europa

  • Infectado está internado no Instituto Emílio Ribas

  • Todos os casos de varíola de macaco de SP são importados

O governo de São Paulo anunciou que foi confirmado o terceiro caso de varíola de macaco no estado na noite desta terça-feira (14). No total, são cinco casos confirmados no Brasil.

Além de São Paulo, as secretarias de Saúde do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro confirmaram um caso cada.

O caso de São Paulo confirmado ontem é de um paciente homem, de 31 anos, que reside na capital paulista. Ele está internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas e apresenta bom quadro clínico.

A contaminação pela doença é importada, já que o paciente tem histórico de viagens para países europeus. O mesmo ocorre com os outros dois casos de São Paulo. O homem e seus contatos são monitorados pela Vigilância Epidemiológica do município.

Os outros dois casos no estado foram confirmados na semana passada. Se tratam de um homem de 41 anos, que está internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, com bom estado clínico, e outro de 29 anos, que está isolado em sua casa, em Vinhedo. Ambos viajaram recentemente à Europa.

Todos os contatos dos pacientes estão sendo monitorados.

O paciente de 41 anos, que fez uma visita à Espanha, país com maior número de infectados, falou sobre a doença à TV Globo. “Eu já contei 60 feridas, mas estou ótimo. Não há motivos para pânico. Eu não vejo a hora de sair daqui para voltar ao trabalho. Aliás, eu já até trabalhei daqui do hospital."

"Não estou preocupado em ser visto como o primeiro brasileiro com varíola dos macacos. Quero poder mostrar às pessoas que estou bem, que fui e estou sendo cuidado por excelentes médicos. Que um momento de dor sirva para a ciência brasileira desenvolver proteção a todos. A melhor proteção é a informação verdadeira. Sou a favor da ciência e aceito participar de pesquisas", declarou.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou, no último domingo (12), que há 780 casos de varíola de macacos confirmados em todo o mundo. Os dados consideram pacientes de países onde a doença não é endêmica. Ainda não há registro de mortes.

A varíola dos macacos

A varíola dos macacos é uma doença infecciosa que geralmente é leve e endêmica em partes da África Ocidental e Central. Embora a doença pertença à mesma família de vírus da varíola, seus sintomas são mais leves.

Os infectados geralmente se recuperam em duas a quatro semanas sem hospitalização, mas, em algumas ocasiões, a doença é fatal.

Ela é espalhada por contato próximo, e pode ser contida com relativa facilidade por meio de medidas como isolamento e higiene.

Os sintomas são: dores de cabeça, dores no corpo, nódulos linfáticos inchados, cansaço e erupções cutâneas nas mãos e pés.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos