Varíola dos macacos: RS investiga primeiro caso suspeito da doença no Brasil

Varíola dos macacos pode ter chegado ao Brasil (CDC/Getty Images)
Varíola dos macacos pode ter chegado ao Brasil (CDC/Getty Images)
  • Primeiro possível caso de varíola dos macacos no Brasil está sendo investigado

  • O paciente é um homem que chegou a Porto Alegre vindo de Portugal esse mês

  • Ele apresentou sintomas compatíveis com os casos da doença já registrados pelo mundo

O primeiro caso suspeito de varíola dos macacos no Brasil está sendo investigado na cidade de Porto Alegre. O paciente é um homem que chegou ao país no último dia 10, vindo de Portugal.

De acordo com informações do jornal O Globo, o rapaz está sendo monitorado pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS Nacional). Ele passaria por exames na manhã desta segunda-feira (30) e teria materiais coletados para diagnóstico.

O CIEVS Nacional foi alertado sobre o caso na semana passada, após o paciente chegar à capital gaúcha para uma visita à mãe.

No dia 13, ele teve quadro de dores de cabeça, aumento dos gânglios linfáticos e febre. Uma semana depois, relatou calafrios, fraqueza e apareceram as feridas na pele, características da varíola dos macacos.

No último sábado, o paciente apresentou melhora nos sintomas. Ele garantiu que não teve contato com pessoas diagnosticadas ou com suspeita de varíola dos macacos. Mesmo assim, o CIEVS Nacional colhe elementos para diagnosticar se trata-se do primeiro caso da doença no Brasil.

“O mais importante agora é investigar para descobrir se é ou não. Para isso, é utilizado uma técnica chamada de PCR, a mesma do teste para a Covid-19. São coletadas amostras das feridas da pele, que são infectantes, e é verificado se o vírus da varíola dos macacos está presente ali”, explicou ao O Globo o médico geneticista Salmo Raskin, diretor do laboratório Genetika, em Curitiba.

O que é a varíola dos macacos?

Endêmica na África Ocidental, a varíola dos macacos tem se espalhado pelo mundo e já foi registrada em mais de 20 países em que o vírus não costuma circular.

Trata-se de uma infecção semelhante e mais leve do que a varíola humana, erradicada na década de 1980. Ela foi identificada pela primeira vez na República Democrática do Congo.

O vírus é bastante comum em animais e pode ser transmitido para pessoas, embora o contágio seja esporádico. A transmissão entre humanos é ainda mais rara, pois precisa ocorrer por contato de lesões, fluídos corporais, entre outros.

A varíola dos macacos espalhou-se momentaneamente outras vezes por Europa e Estados Unidos, sempre relacionada a viagens ao continente africano. Nestas ocasiões, porém, foi imediatamente controlada.

Quais os sintomas?

Os principais sintomas causados pelo vírus são febre e dores na cabeça, músculos e costas, mas os mais perceptíveis são as erupções na pele, normalmente iniciadas no rosto. Em geral, trata-se de uma doença leve, mas há relatos de casos de maior gravidade.

De acordo com a OMS, o período de incubação do vírus é de 6 a 13 dias, podendo variar entre 5 e 21 dias. Normalmente, a doença passa sozinha após este período.