Varíola dos macacos: segundo caso é confirmado em São Paulo

Segundo caso de varíola de macacos foi confirmado em São Paulo neste sábado (11). (Foto: Getty Creative)
Segundo caso de varíola de macacos foi confirmado em São Paulo neste sábado (11). (Foto: Getty Creative)

São Paulo confirmou neste sábado (11) mais um caso de varíola dos macacos. O paciente é um homem de 29 anos que está isolado em sua casa em Vinhedo, interior do estado. Esta é a segunda confirmação da doença no estado. O Centro de Vigilância Epidemiológico (CVE) estadual e a prefeitura de São Paulo investigam, desde a semana passada, outra suspeita da doença. A paciente é uma mulher de 26 anos, que mora na capital paulista.

O rapaz contraiu a doença depois de viajar por Portugal e Espanha e os primeiros sintomas foram sentidos ainda na Europa. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, o resultado positivo só foi confirmado por um laboratório espanhol após o desembarque no Brasil, na quarta-feira (8).

O outro caso já diagnosticado de varíola dos macacos no Brasil também ocorreu em São Paulo, na última quinta-feira (9). Trata-se de um homem de 41 anos que mora na capital e que esteve em viagem à Europa. O paciente está internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo, e apresenta boa evolução do quadro clínico.

O Ministério da Saúde investiga oito casos em todo o país. De acordo com a pasta, Ceará, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e São Paulo têm um caso suspeito cada um, e há ainda dois casos em monitoramento em Rondônia e outros dois em Santa Catarina.

Varíola dos macacos

A doença é transmitida pelo contato próximo com uma pessoa infectada e com lesões de pele. Este contato pode ocorrer, por exemplo, pelo abraço, beijo, relações sexuais ou secreções respiratórias. A transmissão do vírus também se dá por objetos, tecidos e superfícies que foram manuseados doente. Embora não haja tratamento específico, a doença costuma ter quadros clínicos leves.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos