Varíola dos macacos: sobe para 6 o número de casos suspeitos no Brasil

O Ministério da Saúde divulgou neste sábado (4) que subiu para seis os casos suspeitos de varíola dos macacos no Brasil. Apesar disso, o país ainda não teve nenhum caso confirmado.

Os pacientes estão em Rondônia (2), Mato Grosso do Sul (1), Rio Grande do Sul (1), Ceará (1) e Santa Catarina (1).

Em uma rede social, o ministro Marcelo Queiroga afirmou que essas pessoas estão isoladas e sendo avaliadas.

“O Governo Federal segue reforçando a política de testagem para que possamos otimizar a confirmação diagnóstica da doença. Gostaria de trazer tranquilidade para a população brasileira, porque o @govbr está vigilante e atento. O Brasil está preparado para atender nossa gente”, declarou.

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, o ministro disse que está avaliando comprar vacinas contra a varíola para aplicação em grupos específicos, como por exemplo, para profissionais que lidem com situações de risco.

Segundo Queiroga, o país tem três laboratórios que produzem a vacina contra a doença, a Funed (Fundação Ezequiel Dia), em Minas Gerais, a UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo.

O ministério tem se referido à doença como monkeypox para que, caso a doença chegue ao Brasil, as pessoas não a associem aos macacos. Há o receio de ataque aos animais.

De acordo com a pasta, já há 813 casos de varíola de macacos confirmados em 30 países do mundo. Outros 30 pacientes estão em investigação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos