Vasco aguarda situação de Dedé no Cruzeiro para avançar

Bruno Marinho
Dedé pode ficar caro demais para o Cruzeiro na Série B

O Vasco observa com cautela a situação do zagueiro Dedé. Por enquanto, a diretoria espera uma definição do futuro dele no Cruzeiro. O jogador deve se reapresentar na Toca da Raposa na segunda-feira e seus representantes devem se reunir com o clube mineiro na terça para saber se ele realmente está fora dos planos para 2020 por causa do alto salário.

Se isso se confirmar, o Vasco deve avançar na tentativa de contratação. A ideia é tentar uma composição salarial com o Cruzeiro para chegar perto dos R$ 700 mil que Dedé recebe. O clube mineiro ainda não comunicou oficialmente seus jogadores ou seus respectivos representantes a respeito do teto salarial de R$ 150 mil.

O Vasco está pronto para arcar com algo em torno de R$ 350 mil para o jogador, que foi ídolo da torcida no período que passou por São Januário, entre 2010 e 2013. Com a iminência de fracasso nas negociações para renovar com Oswaldo Henríquez, o clube prioriza a contratação de um defensor.

Atualmente, o elenco conta com Leandro Castan, Ricardo, Werley e Miranda.