Vasco: Benítez mostra importância além dos números em vitória sobre o Atlético-MG

·2 minuto de leitura

Quando o empréstimo de Martín Benítez com o Vasco se encerrou, em dezembro, o presidente Jorge Salgado, então parte da diretoria de transição no clube, fez de tudo para convencer o Independiente a prolongar a estadia do argentino em São Januário. Os esforços deram certo, o camisa 10 voltou e mostrou, no último sábado, sua importância: fez grande partida num resultado importantíssimo para o clube na luta contra o Z4: a vitória sobre o Atlético-MG, por 3 a 2.

O lançamento de Benítez para Germán Cano no terceiro gol foi a conclusão de uma jogada trabalhada de pé em pé pela equipe de Vanderlei Luxemburgo, com grande participação do camisa 10, tanto na troca de passes quanto na movimentação para criar espaço entre os marcadores. Foi a tônica da participação do argentino ao longo da partida.

— O Benítez fez função tática importantíssima, vinha fazer o lado direito como segundo homem de meio, Leo Gil pela esquerda e Benítez pela direita, com Bruno Gomes por trás. Quando saía a bola, as jogadas sempre iniciavam com ele — avaliou Vanderlei Luxemburgo.

Benítez atuou por 76 minutos, antes de sair para se preservar a parte física. Ele já havia sido vetado do jogo contra o Bragantino, na última quarta-feira.

— Voltou bem no segundo tempo, jogou mais do que deveria. Pedia para ficar mais um tempo. É malandro, experiente e segura a bola. Fiquei esperando ele me dizer quando seria a hora de trocar — disse Luxa, após explicar que a opção de poupá-lo em Bragança foi parte de um planejamento de sua comissão técnica.

Com a assistência contra o Galo, o meia chegou apenas a seu segundo passe para gol, além de ter marcado apenas uma vez (também contra os mineiros, no 1º turno) no Brasileirão.

Os números, que junto às dificuldades físicas chegaram a levantar dúvidas em relação ao investimento necessário para contar com camisa 10 em definitivo — o Independiente pede 4 milhões de dólares, cerca de R$ 20 milhões — hoje ficam de lado, especialmente após a atuação decisiva em um dos jogos mais complicados da reta final da luta vascaína contra a queda.

Benítez está emprestado ao Vasco até junho, em negócio que custou R$ 1,3 milhão aos cofres vascaínos.