Vasco: Comitiva da 777 chega ao Brasil para tratar de planejamento da SAF

Uma comitiva da 777 Partners chegará ao Rio nesta terça-feira. O objetivo da visita de três dias será tratar do planejamento da SAF do Vasco, em vias de ser criada e vendida ao grupo americano.

Os executivos estarão em São Januário para acompanhar a partida entre cruz-maltino e Ituano, pela Série B. São aguardados, entre eles, Juan Arciniegas, diretor de esportes, mídia e entretenimento, e Don Dransfield, CEO do Grupo de Futebol da 777. Eles verão de perto também a festa preparada para marcar o reencontro entre Alex Teixeira e a torcida.

Novela: Vasco entra com recurso para tentar derrubar decisão que freia venda da SAF

Polêmico: Deputado autor de ação: 'Sou flamenguista e se fosse meu time, faria o mesmo'

O grupo estará em reunião com a diretoria do clube associativo para tratar da constituição do corpo diretivo da SAF. Setores da empresa como o financeiro e o jurídico seguirão conectados aos do clube associativo nos primeiros meses de existência.

A ideia é que o desmembramento total da SAF aconteça até dezembro. Não está descartada a migração de profissionais que hoje trabalham para o clube associativo na direção do quadro de funcionários da empresa.

Paralelamente, eles terão reuniões com o departamento de futebol, que passará a ser 100% da SAF imediatamente após os sócios do Vasco votarem na AGE, caso optem por validar o contrato assinado entre clube e grupo americano.

Os americanos da 777 Partners estão no mercado atrás de profissionais para encabeçar a nova empresa. Eles procuram tanto um CEO geral quanto um diretor de futebol. Carlos Brazil tem boas chances de integrar o organograma da nova empresa.

A ideia é que as mudanças no futebol ocorram gradativamente, com o intuito de preservar o desempenho do time em campo. A uma rodada do fim do primeiro turno da Série B, o Vasco é o segundo colocado.

Alex Teixeira e Paulinho

Uma das principais tarefas da 777 Partners será estudar o futuro de Alex Teixeira. O atacante assinou contrato curto com o Vasco, somente até dezembro.

Caberá ao grupo americano decidir se valerá a pena ao não permanecer com o jogador, em uma negociação que deverá ter condições bem diferentes das que constam no contrato atual.

Alex Teixeira aceitou assinar esse primeiro compromisso com o Vasco em um patamar salarial bem inferior ao que estava acostumado a receber no futebol do exterior.

Outro jogador formado na base vascaína que mexe com o coração da torcida é o atacante Paulinho. Em entrevista ao GLOBO, ele afirmou que deve sair do Bayer Leverkusen (ALE) e não descarta retornar ao futebol brasileiro.

As declarações de jogador, que afirmou negociar com os alemães a rescisão imediata do contrato, deixaram o cruz-maltino alerta.

Entretanto, as coisas não são simples assim. Paulinho tem mais um ano de contrato com os alemães e a tendência é cumpri-lo até o fim. A não ser que apareça uma boa oferta de compra dos direitos. A hipótese de deixar o Bayer na atual janela, ficar livre no mercado, e chegar sem custos ao clube seguinte é muito remota.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos