Vasco deve usar mensagens de jovens da base para motivar time contra o Internacional

Bruno Marinho
·2 minuto de leitura

O jogadores do Vasco deverão receber um apoio especial das crianças e dos adolescentes que atuam pelas categorias de base do clube. Uma série de mensagens escritas e por vídeo estão sendo compiladas para serem exibidas ao grupo treinado por Vanderlei Luxemburgo antes da partida contra o Internacional.

A intenção é mexer com os brios do elenco antes do jogo decisivo, diante do líder do Campeonato Brasileiro. O lado emocional tem sido uma preocupação, especialmente após a entrevista que Leandro Castan concedeu depois jogo com Fortaleza. O zagueiro passou a impressão para alguns torcedores de que o time havia entregado os pontos.

No esquema sem folgas e com concentração alternada até o fim do Brasileiro, a psicóloga Maíra Ruas deverá estar com os atletas em tempo integral para as principais questões de cada jogador, individualmente, para que o time consiga fazer o necessário e não ser rebaixado à Série B.

— Tudo que estiver ao nosso alcance, será feito, para que o Vasco siga na Primeira Divisão — destacou o vice-presidente geral, Carlos Roberto Osório, também presente à reunião. — Pude ver no encontro com o elenco, estamos todos concentrados nesse mesmo objetivo.

Três anos em três jogos

O Vasco trabalha em todas as frentes e reúne todas as armas que tem para escapar de mais um rebaixamento. O tão prometido resgate do clube por Jorge Salgado passa pela permanência na Série A. O presidente esteve reunido com jogadores e comissão técnica para deixar isso cristalino. Em uma conversa antes do treino, no centro de treinamento, o dirigente fez questão de enfatizar que o desempenho da equipe nos últimos três jogos do Brasileirão afetará os próximos três anos do clube.

— O Vasco hoje é uma unidade. Apresentamos aos atletas nossa proposta de ações até o final do Brasileiro em uma conversa muito franca, que foi bem recebida por todos — disse Salgado, em entrevista ao site do clube.

Exposta a importância do Vasco não ser rebaixado, Salgado apresentou as medidas tomadas pela diretoria. Após o jogo de amanhã, contra o Internacional, em São Januário, não haverá mais folgas até o confronto diante do Goiás, pela última rodada, no dia 25. O elenco treinará todos os dias, em um período mais longo, e dormirá uma noite em casa, outra na concentração. A viagem para o duelo com o Corinthians, marcado para o dia 21, acontecerá em voo fretado na data que a comissão técnica decidir, com todos os atletas do elenco incluídos, mesmo os sem condição do jogo.

Contrária ao tradicional pagamento de “bicho” após cada vitória, a diretoria de Jorge Salgado resolveu manter a premiação por ter assumido o Vasco com o campeonato em andamento, e acrescentou uma bonificação em caso de permanência na Série A. A pedido dos jogadores, o bônus será dividido entre todos os funcionários do clube. Mesmo com dificuldades para pagar os salários atrasados, o presidente vascaíno afirmou aos jogadores que terá condição de bancar a premiação.