Vasco entra com recurso para tentar derrubar decisão que freia venda da SAF para a 777 Partners

O Vasco deu entrada no Tribunal de Justiça do Rio na tarde desta segunda-feira com recurso para derrubar a decisão que impede o cruz-maltino de dar prosseguimento ao processo de criação e venda da Sociedade Anônima de Futebol para a 777 Partners.

O clube foi impedido de continuar com o rito estatutário que antecede a conclusão do negócio depois de a Justiça acatar a ação de autoria da Comissão de Defesa do Consumidor da Alerj. O departamento jurídico do Vasco está confiante de que deve conseguir reverter a decisão.

Retomada: Sem tempo para lamentar, Vasco corre para se preparar para enfrentar o Ituano

A diretoria tenta reverter a proibição para realizar novas reuniões da comissão do Conselho Deliberativo, que analisa o contrato assinado entre o clube e o grupo americano.

Além disso, o Vasco precisa convocar o Conselho Deliberativo para dar debater o parecer da comissão e ainda por cima convocar a Assembleia Geral Extraordinária para o quadro social votar a favor ou não da venda da SAF.

A diretoria vascaína teme que o atraso impeça o futebol vascaíno de contratar jogadores na atual janela de transferências já sob a gestão da 777. O período para a contratação de reforços vai até o próximo dia 15.

A ação da Comissão de Defesa do Consumidor da Alerj conseguiu que o processo fosse interrompido até a diretoria do Vasco apresentar o contrato assinado com a 777 Partners na íntegra, para todo o quadro social votante da Colina.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos