Vasco fica no empate com o Coritiba e adia entrada no G7 do Brasileiro

David Nascimento
1 / 11

Coritiba x Flamengo: prováveis times, onde ver, desfalques e palpites

Equipes duelam na noite desta quinta-feira, no Couto Pereira, em Curitiba, pelo Brasileiro

Era dia de motivação total para o Vasco. Uma vitória sobre o Coritiba faria a equipe entrar no G7 do Brasileiro, zona de classificação para a Libertadores, pelo menos até segunda-feira. Mas neste sábado, no Maracanã, em uma partida bastante fraca tecnicamente, a equipe comandada por Zé Ricardo ficou no empate em 1 a 1, decepcionando os torcedores que compraram a ideia e compareceram em peso ao jogo.

Com mais de 30 mil pessoas no Maracanã, Vasco e Coriitba tiveram um primeiro tempo de um fraco futebol. Lentidão dos jogadores somada com a falta de criatividade ditava o ritmo dos minutos iniciais da partida, que valia a entrada do Cruz-Maltino no G7 do Brasileiro depois de brigar contra o rebaixamento.

Mais uma vez, o que se via era a dependência por jogadas de bola parada ou lampejos de nomes do meio de campo, principalmente. O lance de maior perigo antes do intervalo, quando saiu o primeiro gol, foi quando teve a junção destes dois pontos aos 15 minutos.

Destaque nas bolas paradas do Vasco, Nenê foi cobrar um escanteio. O meia cruz-maltino, como costuma fazer nessas ocasiões, colocou efeito na bola, estava indo direto para o gol, Matheus Galdezani, do Coritiba, ainda desviou e a bola entrou. Vasco na frente, 1 a 0. Árbitro confirmou gol contra do Galdezani, apesar do pedido de Nenê para ser olímpico.

Até o intervalo, mais nada aconteceu. Apesar de não muito, o panorama do jogo mudou um pouco no segundo tempo. O técnico Marcelo Oliveira voltou com o Coritiba mais ligado, enquanto o Vasco continuava sem velocidade, não aproveitando os espaços que encontrava no campo.

O que fazia a torcida do Vasco levantar e começar a cantar forte eram os poucos lampejos criativos da equipe. Na etapa final, isso foi visto aos cinco minutos, quando o goleiro Wilson salvou o Coritiba em finalização de Wellington. Aos 16, o arqueiro do time paranaense evitou de novo em chute de Mateus Vital.

Aos 21, o Coritiba chegou ao empate. Rildo passou por Jean com tranquilidade, mandou para o gol, a bola desviou em Breno e estufou as redes de Martin Silva, que não conseguiu salvar o Vasco nesse lance. A partida seguiu sem lances de susto, até que aos 49 Breno foi expulso, deixando o Cruz-Maltino com um a menos. Ficou para a próxima rodada a tentativa do Vasco entrar no G7.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 1 CORITIBA

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 21/10/2017, 17h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (SP)
Renda/público: R$ 994.495,00/30.351 presentes/25.683 pagantes
Cartões amarelos: Mateus Vital (VAS) e Matheus Galdezani, Iago Dias, Léo (COR)
Cartão vermelho: Breno 49'/2ºT (VAS)

GOLS: Matheus Galdezani contra 15'/1ºT (1-0), Rildo 21'/2ºT (1-1)

VASCO: Martin Silva, Madson, Breno, Anderson Martins e Ramon; Jean e Wellington; Yago Pikachu (Guilherme Costa 30'/2ºT), Mateus Vital (Paulo Vitor 30'/2ºT) e Nenê: Andrés Rios (Thalles 23'/2ºT). Técnico: Zé Ricardo.

CORITIBA: Wilson, Léo, Werley, Cleber Reis e Thiago Carleto; Jonas, Alan Santos, Matheus Galdezani (Iago Dias intervalo) e Rafael Longuine (Baumjohann intervalo); Rildo (Edinho 40'/2ºT) e Henrique Almeida. Técnico: Marcelo Oliveira.




























E MAIS: