Vasco no mercado: Terans e técnico estrangeiro estão na mira

O Vasco promete movimentar o mercado de transferências para 2023. Já estabeleceu algumas preferências, como a contratação de um técnico estrangeiro para a vaga de Jorginho, que não seguirá à frente da equipe. E também ao menos um reforço: o atacante David Terans, do Athletico.

O nome, antecipado pelo canal “Atenção Vascaínos”, agrada ao diretor de futebol Paulo Bracks. Ele precisa convencer a 777 Partners de que vale o investimento no jogador de 28 anos — a idade um pouco mais elevada o tira do perfil ideal traçado pelo grupo dono da SAF. O time paranaense está disposto a negociar os direitos econômicos do jogador, que está na pré-lista de convocados pelo Uruguai para a Copa.

Dinheiro existe na mesa: cerca de R$ 190 milhões para 2023, além do aumento natural de receita proveniente da temporada jogando a Série A. Com isso em mãos, o Vasco deve reestruturar o departamento de futebol também no que diz respeito aos membros da comissão técnica permanente. Novos profissionais para o setor de fisiologia e preparação física, além de reforços para o setor de scout, devem desembarcar no CT Moacyr Barbosa.

A escolha do novo treinador é o primeiro passo necessário para a contratação de reforços. O Vasco deve manter os jogadores formados nas divisões de base — os principais nomes são Miranda, Riquelme, Andrey Santos, Marlon Gomes, Eguinaldo, Figueiredo e Gabriel Pec. Thiago Rodrigues (goleiro), Yuri Lara (volante) e Anderson Conceição (zagueiro) possuem contrato em que consta a renovação automática em caso de acesso. A tendência é que a cláusula seja respeitada e o trio permaneça.

O mercado sul-americano interessa muito aos donos da SAF, que veem no Vasco o carro-chefe do grupo no continente. O chileno Palacios foi a primeira compra de direitos econômicos efetuada desde que a 777 Parners passou a ter participação nas decisões do futebol, antes mesmo de a empresa ser criada. Outros jogadores estrangeiros devem ser contratados.

Assim como ocorreu com o Botafogo, a formação do elenco deverá ser parcelada. Parte dos reforços deve chegar nesta janela de transferências, com outra leva sendo contratada no meio do ano, quando fica mais fácil trazer reforços do futebol europeu.

três torneios em 2023

Nesta tarde, o CEO Luiz Melo concederá entrevista coletiva no CT Moacyr Barbosa para tratar dos próximos passos da SAF. Dentro da reformulação em curso, está a definição sobre o futuro de Carlos Brazil, gerente de futebol. Ele deve ser mantido na empresa, ocupando uma função mais relacionada às categorias de base do cruz-maltino.

Os executivos da 777 Partners, nas visitas ao Brasil, têm sido instigados por dirigentes do clube associativo a fazerem um investimento maior no futebol logo no primeiro ano de contrato da SAF. Empresários já foram acionados pela empresa para ajudarem na reformulação do elenco. Ano que vem, o Vasco estará envolvido nas disputas do Estadual, da Copa do Brasil e do Brasileiro.