Vasco passa no sufoco pela Caldense mas avança na Copa do Brasil

·2 minuto de leitura

Em reconstrução de seu time e de uma ideia de jogo, o Vasco desperdiçou a chance de conquistar a primeira vitória na temporada 2021, diante da Caldense, pela segunda rodada da Copa do Brasil. O resultado de 1 a 1 fora de casa antecipou a classificação para a rodada seguinte sem a necessidade do jogo de volta no Rio, mas esteve longe de dar ao torcedor bons motivos para se empolgar. Um dos reforços contratados recentemente, Marquinhos Gabriel foi o autor do gol vascaíno, enquanto Bruno Oliveira fez para os donos da casa.

No domingo, o Vasco enfrenta o Botafogo pelo Campeonato Carioca, competição em que ainda não obteve resultado positivo.

O gol aos 33 minutos influenciou a estratégia do Vasco contra a Caldense, que tentou fazer uma exibição segura e acabou por ser pouco efetivo nas ações ofensivas. Normal para uma equipe que busca cumprir o que pede o técnico Marcelo Cabo, mas ainda não o faz com fluidez.

O treinador lançou, além de Marquinhos Gabriel, o zagueiro Ernando e o lateral Zeca, que fizeram suas estreias. Em recuperação de lesão, Cano ficou no banco, e Thiago Reis ganhou nova chance no time de garotos. No primeiro tempo, por exemplo, o Vasco já finalizou menos que a Caldense, mas ficou mais com a bola e evitou os contra-ataques. Achou o gol na falta de Marquinhos Gabriel.

O panorama se alterou um pouco no segundo tempo. O Vasco aceitou a pressão da Caldense na tentativa do empate, e não produziu. Na metade da etapa final Marcelo Cabo lançou Léo Matos, Vinicius e Gabriel Pec, o único que ainda incomodava pelo lado direito. O time não teve tanto ganho físico. Na parte técnica, tentou evoluir com a entrada de Cano. Mas passou a parte final da partida recuado. De tanto pressionar, a Caldense empatou com chute de longe.