Vasco reencontra Marcelo Cabo, do Goiás, tentando manter o sonho do acesso vivo

·2 minuto de leitura

O Vasco recebe o Goiás nesta segunda-feira, às 20h, em São Januário, buscando a sua segunda vitória sob o comando de Fernando Diniz. Essa será também a segunda partida com público em São Januário. Até o meio-dia de ontem, 3 mil dos 7.777 ingressos postos à venda já haviam sido comprados. A marca já ultrapassa, e muito, o número de presentes no jogo contra o Cruzeiro, o primeiro com torcida, que foi de apenas 309 torcedores.

O jogo é um reencontro do Vasco com Marcelo Cabo, treinador que começou a Série B no comando do time e hoje está na terceira colocação da competição no comando do Goiás. O cruz-maltino, apesar de estar na oitava posição, a sete pontos da zona de acesso, vê o jogo como confronto direto.

Para manter viva a possibilidade de acesso, o Vasco precisa vencer. E para esta partida, o time de Fernando Diniz não contará com o lateral direito Léo Matos, que foi expulso na sexta-feira na vitória em cima do Brusque. Para sua posição, Diniz avalia escalar Zeca, mas afirmou que ainda irá analisar quem mais pode atuar na posição. Após suspensão, o volante Andrey e o atacante Léo Jabá voltam.

Um vídeo divulgado pelo Vasco ontem mostra Léo Matos reunido com os demais jogadores e agradecendo por terem conseguido a vitória mesmo após ele ter sido expulso. Léo frisou como a vitória foi importante para eles continuarem acreditando no acesso.

— Vocês falaram que iam ganhar o jogo para mim. Muito obrigado, a gente precisava desse jogo para mostrar quem nós somos e fechar para conseguir essas nove vitórias — disse.

No vídeo, Diniz afirmou que o time jogou com o coração, e que será essa postura que irá levar o Vasco ao acesso para a Série A:

— Parabéns para todo mundo. Erramos, mas não faltou coração, principalmente quando mais precisou. Ganharam por causa do coração. Esse coração que vai levar a gente para o acesso.

O público que for a São Januário deve ter comprovante de vacinação ou ter em mãos um exame negativo de antígeno realizado em laboratórios conveniados em até 48 horas antes do início da partida. Os bilhetes para arquibancada custam R$ 20, e para a social do estádio, R$ 120. Sócios-torcedores, de acordo com o plano, terão acesso a ingressos a partir de R$ 6. Portões abrem as 18h.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos