Vasco: Salgado entra com pedido como parte interessada em ação do Solidariedade no STF

Bruno Marinho
·1 minuto de leitura
Divulgação

Jorge Salgado, presidente eleito do Vasco, entrou nesta quarta-feira com pedido no Supremo Tribunal Federal para que seja incluído como parte interessada na ação do Solidariedade que visa anular a decisão do Tribunal de Justiça do Estado do Rio e, consequentemente, levar Luiz Roberto Leven Siano à condição de vencedor do pleito do clube.

Salgado solicita também que a Ação de Descumprimento de Preceito Fundamental, recurso utilizado pelo partido político, não seja reconhecida pelo Tribunal de Brasília.

O Solidariedade aguarda uma decisão do ministro Dias Toffoli a respeito da ação, por considerar inconstitucional a decisão do tribunal fluminense de anular a eleição do dia 7 de novembro, alegando que o resultado do julgamento no Tribunal de Justiça interferiu no direito do Vasco de definir o formato de suas votações.

Jorge Salgado teve uma decisão favorável na terça-feira, quando o desembargador Custódio de Barros Tostes, da Primeira Câmara Cível, indeferiu os pedidos de efeito suspensivo Luiz Roberto Leven Siano e Roberto Monteiro sobre os embargos do TJ.

Salgado aguarda data de posse como novo presidente do Vasco para na segunda quinzena deste mês. Cabe a Monteiro, presidente do Conselho Deliberativo, convocar a posse.