Vasco: sem três titulares contra o Santos, Sá Pinto segue sem conseguir repetir escalação

·1 minuto de leitura

Um dos principais problemas do técnico Ricardo Sá Pinto desde que chegou ao Vasco, na metade de outubro, é a dificuldade de repetir a escalação da equipe. Entre lesões, afastamentos por Covid-19 e suspensões, o português ainda não conseguiu colocar os mesmos 11 titulares em duas partidas consecutivas. Para o jogo de domingo, contra o Santos, às 16h, em São Januário, pelo Brasileiro, a situação não muda: três estão de fora.

O lateral-esquerdo Neto Borges, o meia Leo Gil e o atacante Talles Magno, que estavam pendurados, levaram o terceiro cartão amarelo diante do Fluminense. A tendência é que Henrique fique com a vaga na lateral, com Andrey e Juninho disputando a posição de titular no meio-campo. Na frente, Gustavo Torres, Ygor Catatau e Ribamar são as opções.

No clássico de domingo passado, o técnico abriu mão do esquema com três zagueiros e deu nova chance a Jadson, que atuou ao lado de Leandro Castan. Quando jogou com o trio de defensores, houve a mais alta rotatividade entre os setores. Além dos próprios Jadson e Castan, Werley, Miranda, Ricardo Graça e Marcelo Alves atuaram por ali.