Vasco tem reunião com comissão de arbitragem sobre falha do VAR

Bruno Marinho
·2 minuto de leitura

O Vasco esteve reunido com Leonardo Gaciba, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, no começo da tarde desta sexta-feira. Representado por Carlos Roberto Osório, vice-presidente de futebol, e Luiz Mello, CEO, o clube foi à entidade discutir o lance do primeiro gol do Internacional na partida realizada no último domingo, quando o VAR não funcionou corretamente na hora de conferir o posicionamento de Rodrigo Dourado, do time gaúcho.

Os representantes do clube carioca puderam rever o lance com a imagem gerada pelas câmeras do VAR, sem as linhas de impedimento, descalibradas, e ouvir o áudio dos responsáveis pela tecnologia de vídeo.

O Vasco deseja utilizar os dois conteúdos, áudio e vídeo da cabine do VAR, para tentar a anulação da partida contra os gaúchos, alegando a ocorrência de um erro de direito no lance. O clube acionou o Superior Tribunal de Justiça Desportiva para que eles sejam disponibilizados pela CBF como prova.

O STJD até o momento não se manifestou diante do pedido e o departamento jurídico do Vasco tenta fazer pressão no tribunal para que consiga ter acesso ao conteúdo para anexá-lo no pedido de anulação da partida.

Especialistas ouvidos pelo Globo acreditam que o Vasco tem poucas chances de conseguir anular o jogo. O regulamento da CBF diz que, na ocorrência de falha no VAR, vale a decisão do árbitro no campo e que, "em princípio, uma partida não será invalidada devido à falha na tecnologia do VAR (como, por exemplo, na tecnologia de linha de gol, TLM)".

Paralelamente, o Vasco segue a preparação para a partida contra o Corinthians, domingo, em São Paulo. O time está na 17ª colocação, com 37 pontos, um a menos que o Bahia, primeiro time fora da zona de rebaixamento. Faltam duas rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro.