Vasco tenta Capasso por empréstimo e Tucumán segura zagueiro

O Vasco precisará fazer muito mais para contratar Manuel Capasso, é o recado que vem de San Miguel de Tucumán, cidade do Atlético Tucumán. A conversa entre SAF e clube argentino está estagnada desde que o cruz-maltino chegou aos termos de sua proposta: a contratação do zagueiro por empréstimo, com os direitos econômicos fixados e a obrigação de compra caso o jogador chegasse aos 30 jogos disputados na temporada de 2023.

Início: Reforços estreiam, mas Vasco não inspira e perde para o River Plate nos Estados Unidos

No Carioca: Vasco não sai do zero com o Madureira em noite de homenagens a Dinamite

A oferta não agradou os argentinos, que contrataram Capasso na temporada passada e o jogador foi um dos principais nomes do time, com 30 partidas disputadas de 43 possíveis e mais um bom quinto lugar na liga nacional.

Com as contratações de Robson e Léo, além da presença de Miranda para a zaga, o Vasco busca reforço para o miolo da defesa, mas tenta barganhar no investimento - só a contratação de Léo junto ao São Paulo custou R$16 milhões.

Capasso foi identificado como boa opção para a zaga, mas esbarrou na resistência do Tucumán em negociá-lo. Além de ter sido contratado recentemente, é considerado um jogador fundamental pelo técnico Lucas Pusineri.

O Vasco está perto de alcançar a marca de R$ 100 milhões em contratações na temporada caso confirme a chegada do goleiro Léo Jardim, do Lille (FRA). Até o momento, o gasto em reforços para a disputa do Campeonato Carioca, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro gira em torno de R$ 90 milhões.