Vaza lista no São Paulo com oposição fechada e MAC de fora

·1 min de leitura
Empossado presidente no começo do ano, Julio Casares poderá concorrer à reeleição (Rubens Chiri/São Paulo)

Vazou neste sábado a lista de como os conselheiros do São Paulo votaram em relação à mudança no estatuto sobre a reeleição presidencial. E é possível tirar diversas conclusões, como o grupo de oposição unido, alguns membros da situação votando de forma individual e a ausência de Marco Aurélio Cunha.

Candidato à vice-presidente na última eleição, MAC está afastado do cargo de conselheiro e por isso não pôde votar - ele se licenciou em janeiro para poder trabalhar como executivo de futebol no Avaí. "Me disseram que, pelo estatuto, só posso voltar após um ano, ou seja, em janeiro", explica.

Nos últimos dias, MAC chegou a fazer campanha pela reprovação dos itens da reforma estatutária em suas redes sociais. "Estou afastado até janeiro, mas conforme for, me afasto mais ainda", acrescenta.

A lista vazada apresenta alguns votos surpreendentes, como os de Antonio Claudio Mariz de Oliveira e Alberto Abussamra, que votaram contra a reeleição, e Kalil Rocha Abdalla e José Moreira que se abstiveram de votar.

É importante destacar que o grupo mais radical de opositores votou de forma unânime pela reprovação à ideia da reeleição, conseguindo a maioria dos 83 votos. No fim, haverá a possibilidade de um mesmo presidente se reeleger porque 146 conselheiros ou 63% dos participantes optaram pela aprovação. Ainda foram mais duas abstenções.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos