Vazamento em tubulação da Petrobras é contido em Santo André

Fernanda Cruz - Repórter da Agência Brasil

O vazamento na tubulação de gás liquefeito de petróleo (GLP) das instalações da Transpetro, empresa de transporte e logística de combustível da Petrobras, em Santo André (SP), foi contido hoje (18). A área foi isolada, apesar de não haver risco de explosão. Ninguém ficou ferido.

Segundo a Transpetro, o fornecimento de energia elétrica na região foi temporariamente suspenso por precaução. Equipes trabalham na dispersão do gás ainda presente no ar. Casas próximas foram evacuadas e seis pessoas precisaram deixar suas casas. O duto rompido está localizado na Avenida Sapopemba, 370, Jardim Utinga.

Acidente

Técnicos de manutenção da Transpetro trabalhavam, às 17h30 de ontem (19), na reparação de um duto de óleo diesel, perfurado em uma tentativa de furto. Por volta de 1h da madrugada, uma máquina que fazia escavação esbarrou por acidente em uma válvula de GLP, que se rompeu.

A Transpetro informou que protocolos de segurança foram iniciados e o vazamento no duto contido. Uma operação deslocou o GLP do duto no Terminal de São Caetano para a Refinaria Capuava (Recap).

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) monitorou o quarteirão e não detectou concentração de gases inflamáveis, apenas leve odor. O Corpo de Bombeiros, que também atua na ocorrência, lançou uma neblina d’água para extinguir a nuvem de gás.

Óleo

A quantidade de óleo diesel furtado ainda não foi estimada, e os autores da ação não foram identificados. De acordo com a Transpetro, o vazamento de óleo foi estancado com a introdução de uma cavilha na perfuração. Foram colocadas mantas de absorção e barreiras de contenção. Um caminhão-vácuo está no local para sugar o óleo vazado. A Cetesb informou que o vazamento de óleo atingiu um afluente do Córrego do Oratório.