Veículos de imprensa do poderoso império Murdoch criticam Trump

O poderoso império midiático do bilionário conservador Rupert Murdoch parece ter dado as costas a Donald Trump nesta quinta-feira (10), ao chamar o ex-presidente dos Estados Unidos de “perdedor” que mostra “um juízo cada vez mais pobre”, após as eleições de meio de mandato.

Alguns dias antes do possível anúncio de sua candidatura à Casa Branca para 2024, o Wall Street Journal, carro-chefe da News Corp de Murdoch, declarou em um editorial que “Trump é o maior perdedor do Partido Republicano”, apontando o desempenho decepcionante do partido na votação de terça-feira.

A capa do tabloide New York Post, do mesmo grupo, mostrava Trump sobre um muro como "Trumpty Dumpty", que “teve uma grande queda” na eleição, culpando-o pelo fracasso dos republicanos contra seus rivais democratas.

E na influente emissora Fox News não faltaram elogios ao governador reeleito da Flórida, Ron DeSantis, visto com o principal adversário de Trump dentro do partido para as próximas eleições presidenciais.

“O maior vencedor das ‘midterms’ foi sem dúvida o governador Ron DeSantis, cuja esmagadora vitória (...) foi impressionante”, disse a colunista Liz Peek. “O maior perdedor? Donald Trump.”

- Trump, uma “benção mista” -

Depois de apoiá-lo durante toda sua presidência (2017-2021), a Fox não abandonou por completo Trump, que segue sendo a figura mais poderosa do Partido Republicano.

No entanto, a principal estrela do canal, o apresentador Tucker Carlson, atacou o aparato republicano pelas falhas nas urnas na terça e, em parte, culpou o ex-presidente.

“Muitos outros estão dizendo que Donald Trump é a razão pela qual os republicanos não foram tão bem quanto imaginavam. Essa é uma pergunta mais complicada”, afirmou na quarta-feira. “A verdade é que Trump sempre foi uma benção mista politicamente.”

Os veículos de imprensa de Murdoch são algumas das fontes de informação mais influentes entre os conservadores americanos, já que apoiam descaradamente os republicanos, enquanto atacam os democratas.

Assim, culpar Trump pela decepção eleitoral e despejar elogios sobre DeSantis pode moldar a opinião pública até a corrida presidencial de 2014.

Espera-se que o ex-presidente anuncie sua candidatura na próxima semana, enquanto DeSantis apenas insinuou que poderia tentar disputar a Casa Branca.

Na capa de sua primeira edição após as eleições, o New York Post celebrou DeSantis como “DeFUTURE”. Sobre Trump, publicou: “O destino de seus candidatos na terça parece terrível por seu juízo cada vez mais pobre.”

Trump pareceu confirmar o divórcio do império Murdoch nesta quinta. “Apesar de ter eleito tantos ganhadores, tenho que aguentar as notícias falsas. Para mim, a Fox News se foi pra sempre”, escreveu na Truth Social.

pmh/st/db/cjc/ic