Veja como acompanhar a liberação do BEm, benefício para quem teve suspensão ou redução na jornada de trabalho

1 / 3

beneficio_emergencial_ctd.jpeg

Trabalhadores com carteira assinada que acordaram com os empregadores a redução proporcional de jornada e salário ou a suspensão temporária do contrato de trabalho prevista pela Medida Provisória (MP) 936 têm o direito de receber o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e Renda (BEm), que corresponde a um percentual do seguro-desemprego a que o trabalhador teria direito em caso de demissão, variando entre R$ 261,25 até R$ 1.813,03.  O valor é pago pelo governo federal.

A primeira parcela do BEm será paga ao trabalhador no prazo de 30 dias, contados a partir da data da celebração do acordo, desde que o empregador informe ao Ministério da Economia em até dez dias corridos depois do acordo. Senão, segundo a pasta, só será paga ao trabalhador 30 dias após a data da informação. 

Os trabalhadores têm dois modos de consultar o pedido desse auxílio e verificar o andamento: por meio da Carteira de Trabalho Digital ou pelo Portal de Serviços do Ministério da Economia. Veja como. 

Para quem já tem a Carteira de Trabalho Digital, basta fazer o login e selecionar a aba "Benefícios". Lá, vai aparecer a tela abaixo. Basta clicar para ver mais informações. 

 

Para quem ainda não tem a Carteira de Trabalho Digital, será preciso baixar o aplicativo de mesmo nome no Google Play ou na Apple Store. 

Veja o passo a passo:

Outra maneira de acesso é buscar o site Portal de Serviços.

Quem já tem cadastro pode fazer o login e consultar a situação em “Meus Benefícios”.  

Quem não tem deve realizar o cadastramento.

 

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra (21 99644 1263)