Veja como denunciar notícias falsas no Twitter

·2 min de leitura
Rede social implementa ferramenta no Brasil atenta às eleições presidenciais de 2022 (Rafael Henrique/ Getty Images)
Rede social implementa ferramenta no Brasil atenta às eleições presidenciais de 2022 (Rafael Henrique/ Getty Images)
  • Novo mecanismo possibilita a identificação de tweets com notícias falsas;

  • Usuários podem classificar o tipo de conteúdo e acompanhar a denúncia;

  • Perfis denunciados podem ser suspensos ou excluídos da plataforma.

Há alguns dias o Twitter liberou uma nova ferramenta para os usuários brasileiros. Agora é possível denunciar notícias falsas, conteúdo formatado como notícia que veicula uma informação descontextualizada ou errada, dentro da rede social.

Veja o passo a passo a baixo e saiba como denunciar notícias falsas no Twitter:

  • Clique nos três pontos à direita do tweet que você deseja denunciar

  • Na aba de opções selecione 'denunciar tweet'

  • O Twitter trará várias opções no campo relatar um problema. Selecione 'as informações são enganosas'

  • Em seguida você deve escolher qual tipo de informação enganosa o tweet trata. Há três opções: política, saúde e outra coisa.

  • Por fim clique em concluído no canto superior direito. Além disso você pode deixar de seguir, silenciar ou bloquear o perfil que publicou ou compartilhou o tweet denunciado

Leia Também:

Na sequência da sinalização do usuário o Twitter encaminhará uma mensagem confirmando que recebeu a denúncia. A partir dessa notificação é que começa a análise do tweet denunciado.

A rede social analisa casos de violação de condutas e pode suspender a conta ou excluir o perfil permanentemente.

A novidade da rede social chega ao Brasil em ano de eleição para cargos majoritários como governador e presidente da república. É necessário que os usuários cooperam com a plataforma para inibir a propagação de notícias falsas na internet.

Twitter e a nova ferramenta

No último dia 17/10 a rede social anunciou a implementação da funcionalidade para usuários brasileiros. A ferramenta também chega a países como Espanha e Filipinas. Desde agosto de 2021 o mecanismo já funciona nos Estados Unidos da América, Coreia do Sul e Austrália.

Com informações de IstoÉ Dinheiro e Tecnoblog.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos