Veja como se inscrever na xepa da vacina contra a Covid em SP e no Rio

·3 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO*** SUZANO, SP, 10.04.2021 - Funcionária da educação da escola Raul Brasil em Suzano (SP) recebe a primeira dose da vacina contra a Covid-19. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** SUZANO, SP, 10.04.2021 - Funcionária da educação da escola Raul Brasil em Suzano (SP) recebe a primeira dose da vacina contra a Covid-19. (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP, E RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Municípios têm criado regras para a distribuição da chamada xepa da vacina contra a Covid-19, com a aplicação de doses que sobram nos frascos já abertos dos imunizantes ao final do dia.

A medida ajuda a evitar o desperdício, uma vez que as substâncias têm um prazo de validade após a abertura dos recipientes, que podem conter mais de uma dose. Atualmente, são aplicadas três vacinas diferentes no país (CoronaVac, AstraZeneca/Oxford e Pfizer/BioNTech), e cada uma delas pode ficar fora da geladeira um tempo diferente, que varia de 6 horas a 48 horas.

Veja abaixo quem pode se inscrever para receber as doses remanescentes e o que é necessário para entrar na fila nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

Quem pode tomar?

SÃO PAULO

Pessoas com deficiência permanente, que tenham mais de 18 anos e morem no território da unidade de saúde; estudantes de cursos da área da saúde descritos no instrutivo para priorização de doses da vacina; pessoas com mais de 50 anos.

RIO DE JANEIRO

Idosos acamados e pessoas dos grupos prioritários listados no Programa Nacional de Imunização (PNI) que estejam no local de vacinação naquele momento.

COMO SE CADASTRAR?

SÃO PAULO

É preciso entrar na lista de espera da unidade de saúde mais próxima do local de residência.

RIO DE JANEIRO

A família ou acompanhante dos acamados deve preencher o cadastro no site da prefeitura ou se dirigir à unidade de referência de seu endereço, que pode ser consultada na página Onde Ser Atendido. Para os outros grupos não existe cadastro.

O QUE É PRECISO LEVAR

SÃO PAULO

Documento de identificação (preferencialmente CPF) e comprovante de endereço. Para as pessoas com deficiência permanente, é necessário levar um comprovante da deficiência, que pode ser laudo médico, cartão de gratuidade no transporte público, documentos que comprovem atendimento em centros especializados no atendimento de pessoas com deficiência ou documento de identidade que indique a deficiência. Os estudantes elegíveis devem levar comprovante de matrícula.

RIO DE JANEIRO

Documento de identidade, número do CPF e, se possível, caderneta de vacinação. No caso de pessoas com comorbidades ou deficiências permanentes, é preciso laudo, atestado, receitas medicas ou outros documentos que comprovem as condições (com QR Code ou originais). Informações mais detalhadas estão no site da prefeitura.

Quais vacinas estão sendo oferecidas neste esquema?

SÃO PAULO

Vacinas disponíveis na unidade de saúde.

RIO DE JANEIRO

A AstraZeneca e a Pfizer. No caso da Coronavac, que no momento está sendo usada apenas para a segunda dose, só se abre um frasco com dez doses no fim do dia se houver dez pessoas aguardando. Caso contrário, a pessoa é orientada a voltar no outro dia.

Devo ir esperar sobras da vacina nas unidades?

SÃO PAULO

Não. A equipe da unidade de saúde comunica por telefone no final do horário da vacinação e o candidato a receber o imunizante deve ir imediatamente até o local.

RIO DE JANEIRO

A prefeitura diz que "não há sobras de vacina" e "não recomenda que pessoas de fora dos grupos prioritários se aglomerem na porta das unidades em busca da chamada 'xepa'". "As unidades trabalham de forma racional e todos os cuidados são tomados para que os frascos sejam integralmente usados nos grupos prioritários do dia", afirma a Secretaria de Saúde.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos