1 / 10

Fernando Collor (PTC-AL)

O senador e ex-presidente Fernando Collor, que recebeu a alcunha de “Roxinho”, aumentou seu patrimônio com a aquisição de veículos. Ele já tinha quatro em 2006 e em 2014 declarou ter 14, dentre elas uma Ferrari avaliada em R$ 556.025,80. A soma de seus bens passou de R$ 8,7 milhões para R$ 24,2 milhões. Fora os carros, o senador também comprou um imóvel de R$ 4 milhões em Campos do Jordão, interior de São Paulo. Segundo o ex-presidente, a evolução de seu patrimônio se deve ao resultado de suas atividades empresarias e de heranças. (Facebook/Reprodução)

Veja o patrimônio dos citados na lista de Fachin

A lista do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Edson Fachin, citou 108 políticos envolvidos em um esquema de corrupção para receber propina ou dinheiro via caixa dois da construtora Odebrecht. Cerca de um terço desses pelo menos dobrou o patrimônio declarado nos últimos 15 anos. Em alguns casos, o enriquecimento passou de 1.000% e os bens adicionados variaram de carros a fazendas. Veja, a seguir, alguns dos políticos que se beneficiaram financeiramente com esse esquema: