Veja onde se escondeu o nº1 dos mais perigosos de SP

Cupertino foi preso em hotel na zona Sul de São Paulo (Getty Images)
Cupertino foi preso em hotel na zona Sul de São Paulo (Getty Images)

Um hotel na zona Sul de Sao Paulo. Foi lá que a Polícia Civil de São Paulo realizou uma das capturas mais importantes de sua história recente. Foi em um estabelecimento na Avenida Interlagos que Paulo Cupertino Matias, 50 anos, estava escondido.

Os agentes da Civil afirmaram que chegaram ao local após receberem denúncia anônima. “Fizemos um serviço de investigação no hotel em que ele estaria escondido. Hoje à tarde, confirmamos a informação e efetuamos a prisão. Efetuamos a abordagem normalmente; ele não reagiu, não disse nada”, afirmou o delegado da 98ª Delegacia de Polícia de São Paulo.

Ao chegar no DP, Cupertino clamou por “justiça” e afirmou ser inocente.

“Sou inocente. Não fui em quem matei. A minha filha me condena, mas vamos esperar a Justiça para saber a verdade. Olha minha filha ontem e olha hoje”, afirmou ele após entrar em confronto verbal com repórter da TV Bandeirantes.

Como foi a captura de Paulo Cupertino?

Depois de quase três anos da morte do ator Rafael Miguel e dos pais dele, o réu Paulo Cupertino Matias foi preso na segunda-feira (16), em São Paulo.

Cupertino foi encaminhado para o 98º Distrito Policial, no Jardim Miriam, zona Sul da capital paulista, e deve ser levado para a 6ª Seccional.

A polícia encontrou Cupertino após ter recebido a informação de que ele estaria na cidade. Na lista dos criminosos mais perigosos e procurados de São Paulo, ele está na Difusão Vermelha da Interpol —organização internacional de polícia criminal.

Segundo o Ministério Público, o empresário assassinou o ator Rafael Miguel e os pais dele porque não aceitava o relacionamento da filha, a estudante Isabela Tibcherani, com o jovem. O crime aconteceu em junho de 2019.

Relembre o caso

Segundo o boletim registrado pela polícia, o ator, acompanhado de seus pais, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, 50, foram até a casa de sua namorada para conversar com o pai dela sobre o namoro, por volta das 14h.

As vítimas foram recepcionadas pela mãe e pela namorada de Miguel. Quando a família era recebida, o pai da garota, teria chegado com uma arma e, em seguida, atirado contra as três vítimas, que aguardavam no portão da casa do atirador.

Os três morreram no local e, após os disparos, o suspeito fugiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos