1 / 13

Aníbal Gomes (PMDB-CE)

Acusado de corrupção e lavagem de dinheiro, o deputado compareceu apenas 20 vezes nos 66 dias em que a Câmara realizou sessões destinadas a votação no período em que ele exerceu o mandato no ano passado. Mesmo com 46 faltas, o deputado escapou do desconto no salário em 39 ocasiões, quando apresentou justificativas de tratamento médico. Ainda assim, Aníbal gastou R$ 154 mil da cota para atividade parlamentar. Desse total, R$ 60 mil foram desembolsados apenas com passagens aéreas, inclusive nos períodos em que faltou às sessões. Crédito: Diogo Xavier/ Câmara dos Deputados

Saiba quem são os deputados e senadores com mais faltas em 2016

Todo ano é feito um levantamento para avaliar a frequência dos deputados federais e dos senadores no Congresso. Em um ano marcado pela crise política brasileira, os deputados acumularam 5.883 faltas nos 94 dias em que as presenças foram exigidas. Já os senadores acumularam 883 faltas nas 91 sessões deliberativas.