Veja os presidentes da Câmara que disputaram eleições majoritárias

O Globo
·1 minuto de leitura

RIO - De saída do comando da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia (DEM-RJ) E Davi Alcolumbre (DEM-AP), traçam estratégias distintas para seus respectivos futuros políticos após a passagem dos cargos, em fevereiro de 2021.

A possibilidade de buscar um cargo majoritário é uma alternativa para eles. Foi esse um caminho feito por figuras conhecidas da política. Veja abaixo a lista com algum deles:

Michel Temer

Único desde a redemocratização que retomou a presidência da Câmara ao disputá-la novamente, em 2009 — após uma gestão entre 1997 e 2001 —, Temer emendou esta segunda passagem com seu lançamento a vice na chapa presidencial de Dilma Rousseff (PT), vitoriosa nas eleições de 2010.

Aécio Neves

Sucessor de Temer na presidência da Câmara em 2001, o então deputado tucano aproveitou a visibilidade na Casa para concorrer ao Senado, sendo eleito em 2002. Aécio voltaria a se eleger deputado em 2018, desgastado por denúncias de corrupção após dois mandatos como senador.

Henrique Eduardo Alves

Era o presidente da Câmara durante as eleições de 2014, quando apostou na disputa pelo governo do Rio Grande do Norte. Embora calculasse vitória fácil, acabou derrotado e ficou brevemente sem cargo, até ser nomeado ministro do Turismo no governo Dilma.