Veja pesquisas para governadores de MG, RJ, PE e DF

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O Ipec divulgou nesta terça (30) as intenções de voto para os Governos de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pernambuco e Distrito Federal, além de São Paulo. Essa é a segunda rodada de pesquisas eleitorais do instituto, encomendadas pela TV Globo.

Os levantamentos ouviram cerca de 1.200 a 1.500 pessoas em cada estado entre sábado (27) e segunda (29), com margem de erro de três pontos percentuais. Captaram, portanto, o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, liberada na sexta (26).

O Ipec foi criado em fevereiro de 2021 por ex-executivos do Ibope Inteligência, que encerrou suas atividades no mês anterior em razão do término de um acordo de licenciamento.

MINAS GERAIS

O atual governador mineiro, Romeu Zema (Novo), manteve sua vantagem, registrando 44% das intenções de voto, contra 24% do ex-prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PSD). Há duas semanas, eles tinham 40% e 22%, respectivamente, portanto oscilaram dentro da margem de erro.

Em terceiro aparece Carlos Viana (PL), com 3% (antes tinha 5%). Com 1% dos votos vêm ainda Cabo Tristão (PMB), Lorene Figueiredo (PSOL), Marcus Pestana (PSDB), Renata Regina (PCB) e Vanessa Portugal (PSTU).

Brancos e nulos agora somam 11%, e os que ainda não sabem em quem vão votar, 13%.

RIO DE JANEIRO

O governador fluminense, Cláudio Castro (PL), agora supera fora da margem de erro o deputado federal Marcelo Freixo (PSB), com 26% contra 19%. Na rodada anterior os rivais registravam 21% e 17%, respectivamente.

Em seguida estão o ex-prefeito de Niterói Rodrigo Neves (PDT), com 6% (antes ele tinha 5%), e Cyro Garcia (PSTU), com 4% (tinha 3%).

A educadora Juliete Pantoja (UP) se manteve com 3%, Eduardo Serra (PCB) variou de 3% para 2%, o ex-governador Wilson Witzel (PSC) oscilou de 4% para 2% e Paulo Ganime foi de 1% para 2%. Luiz Eugenio (PCO) agora tem 1%.

Brancos e nulos somam 19%, e os que ainda não sabem em quem vão votar, 16%.

PERNAMBUCO

A deputada federal Marília Arraes (Solidariedade) continua isolada com 33%, mantendo sua distância para Raquel Lyra (PSDB), 12% (tinha 11%), Anderson Ferreira (PL), 11% (tinha 10%), e Miguel Coelho (União Brasil), que segue com 9%.

Na sequência estão Danilo Cabral (PSB), 8% (antes tinha 6%) --com quem Marília disputa os votos ligados a Lula (PT)-- e João Arnaldo (PSOL), 2% (tinha 1%). Com 1% aparecem Pastor Wellington (PTB), Claudia Ribeiro (PSTU) e Jones Manoel (PCB).

Brancos e nulos somam 13%, e os que ainda não sabem em quem vão votar, 9%.

DISTRITO FEDERAL

O atual governador Ibaneis Rocha (MDB), que tem indicado apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PL), segue liderando com folga. Ele ampliou sua vantagem de 38% para 41%, em comparação aos resultados de duas semanas atrás.

Na sequência aparecem Leila do Vôlei (PDT), com 9% (antes ela tinha 8%), e Paulo Octávio (PSD), também se mantendo com 9%. Leandro Grass (PV) tem 7% (tinha 4%), Izalci (PSDB) continua com 5% e Renan Arruda (PCO) agora pontua e tem 2%.

Com 1% aparecem Keka Bagno (PSOL), Coronel Moreno (PTB) e Robson da Silva (PSTU). Brancos e nulos somam 13%, e os que ainda não sabem em quem vão votar, 11%.