Veja quais são os 5 países com os maiores salários mínimos do mundo

·3 min de leitura
Em janeiro deste ano, o novo salário mínimo brasileiro entrou em vigor, passando de R$ 1.100 para R$ 1.212. Foto: Getty Images
Em janeiro deste ano, o novo salário mínimo brasileiro entrou em vigor, passando de R$ 1.100 para R$ 1.212. Foto: Getty Images

Em janeiro deste ano, o novo salário mínimo brasileiro entrou em vigor, passando de R$ 1.100 para R$ 1.212. O reajuste do governo federal não representa um aumento real no poder de compra frente a atual crise econômica que se agravou durante a pandemia do coronavírus.

De acordo com dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) o Brasil tem o segundo pior salário mínimo entre os países da América do Sul e o penúltimo entre todos os países listados, com média de US$ 2,2 por hora, ficando atrás do Chile (US$ 3,3/hora) e Colômbia (US$ 2,9/hora). Apenas o México fica atrás do Brasil, ocupando a última posição com o pior salário mínimo do mundo (US$ 1,4/hora). O estudo utiliza o dólar como moeda base e os salários foram ajustados pela paridade do poder de compra.

Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o salário mínimo ideal para uma família de quatro pessoas deveria ter sido de R$ 5.997,14 em janeiro - 4,95 vezes o piso federal atual.

Na ponta oposta, algumas nações têm os maiores salários mínimos do mundo. Veja quais são os 5 países no topo do ranking:

  1. Austrália

  2. Luxemburgo

  3. França

  4. Alemanha

  5. Nova Zelândia

Austrália

A Austrália é o país com o maior salário mínimo do mundo, com valor de US$ 12,9 a hora (R$ 60,5 na cotação atual). Apesar de ter um salário mínimo 6 vezes maior que o brasileiro, os australianos trabalham menos horas que os brasileiros. Lá fora são uma média de 38 horas semanais trabalhadas, enquanto aqui são 39,6.

Luxemburgo

O pequeno país europeu, rodeado pela Bélgica, França e Alemanha ocupa o segundo lugar no ranking de países com maiores salários mínimos do mundo. O valor da hora trabalhada é de US$ 12,6 (R$ 59,1). Assim como o exemplo da Austrália, esse valor é praticamente 6 vezes maior que o Brasileiro.

França

No terceiro lugar está a França com salário mínimo equivalente a US$ 12,2 (R$ 57,2) por hora trabalhada. Em 2000, o país aprovou a lei Aubry que diminuía a carga horária de 39 horas para 35. A medida visava combater o desemprego criando 700 mil novos postos de trabalho, mas é contestada por parte de alguns economistas franceses.

Alemanha

A economia mais forte da União Europeia ocupa o quarto lugar no ranking de países com maiores salários mínimos no mundo. O valor é de US$ 12 a hora (R$ 56,3). O governo alemão anunciou em janeiro que pretende atrair 400 mil trabalhadores estrangeiros por ano. A iniciativa é para conter o encolhimento da força de trabalho em mais de 300 mil pessoas em 2022, segundo o Instituto Econômico Alemão.

Nova Zelândia

Outro país do continente Oceania aparece entre as 5 nações com os maiores salários mínimos do mundo. A Nova Zelândia paga aos seus trabalhadores uma média de US$ 11,8 a hora (R$ 55,4).

A Nova Zelândia foi o primeiro país do mundo a implementar o salário mínimo em 1894.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos