Veja quem são os dez senadores que votaram contra a intervenção federal no DF

Aprovado no Senado com ampla maioria, o decreto de intervenção federal na segurança pública do Distrito Federal, assinado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), teve somente dez votos contrários, todos de senadores bolsonaristas. Um dos opositores à medida foi o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), filho mais velho do ex-presidente e que buscou desvincular do pai a responsabilidade pelos atos terroristas na Praça dos Três Poderes, no domingo.

Senado aprova intervenção no DF: 'Minoria golpista não irá impor sua vontade por meio da barbárie', diz Pacheco

Veja também: Flávio vota contra intervenção no DF, nega que atos terroristas tenham ligação com Bolsonaro e diz que ex-presidente está 'lambendo feridas'

A medida foi aprovada no início da tarde desta terça-feira, em sessão extraordinária. Os senadores chancelaram a medida adotada por Lula após a invasão ao Congresso, Palácio do Planalto e Supremo Tribunal Federal por apoiadores de Jair Bolsonaro. Dos 81 senadores, 70 participaram da sessão extraordinária de forma presencial ou remota.

Ao votar de forma remota, Flávio pediu a individualização dos crimes e disse que quer participar da comissão que acompanhará as investigações dos atos terroristas, para que não seja transformada em um palanque político. Ele tem atuado como uma barreira de contenção diante das críticas direcionadas ao seu pai, Jair Bolsonaro.

Lauro Jardim: O motivo pelo qual as Forças Armadas não queriam retirar os bolsonaristas acampados diante dos quartéis

— Não queiram criar essa narrativa mentirosa como se tivesse alguma vinculação de Bolsonaro a esses atos irresponsáveis. O presidente Bolsonaro, após o resultado das eleições, ficou em silêncio, se recolheu e está lambendo as feridas. Não é essa expressão que muitos estão usando ai? É o que eles está fazendo, praticamente incomunicável, então é importante fazer esse registro — disse.

Além do primeiro filho de Bolsonaro, senadores de PL, Podemos, PP e PSDB também se manifestaram de forma contrária à intervenção federal no DF, todos aliados do ex-presidente ao longo de seus quatro anos de governo.

Veja a lista dos dez senadores que votaram contra a intervenção federal no Distrito Federal, todos bolsonaristas:

Flávio Bolsonaro (PL-RJ)

Styvenson Valentim (Podemos-RN)

Plínio Valério (PSDB-AM)

Carlos Portinho (PL-RJ)

Eduardo Girão (Podemos-CE)

Carlos Viana (PL-MG)

Luis Carlos Heinze (PP-RS)

Zequinha Marinho (PL-PA)

Lasier Martins (Podemos-RS)

Marcos do Val (Podemos-ES)