Senado: Moro é mais um ex-ministro de Bolsonaro eleito

Sergio Moro foi eleito ao Senado pelo Paraná (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)
Sergio Moro foi eleito ao Senado pelo Paraná (Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

Sergio Moro (União Brasil) pelo Paraná, Astronauta Marcos Pontes (PL), por São Paulo, Tereza Cristina (PP), pelo Mato Grosso do Sul, e Damares Alves (Republicanos), no Distrito Federal, foram eleitos para o Senado Federal. Todos são ex-ministros do governo de Jair Bolsonaro.

Os eleitos em 2022 terão mandato até 2030. O Senado está renovando um terço da casa.

Sergio Moro, no Paraná, tem 33,77% dos votos com 96% das urnas apuradas.

Damares Alves, eleita pelo Distrito Federal, tem 45% dos votos, com mais de 90% das urnas apuradas. Ela teve 644 mil votos.

Tereza Cristina tinha 61% dos votos com 77% das urnas apuradas em Mato Grosso do Sul, com mais de 641 mil votos.

Já o Astronauta Marcos Pontes, com 91% das urnas apuradas, foi eleito por São Paulo, com 49% dos votos.

Além dos ministros, também foi eleito Hamilton Mourão (Republicanos), vice-presidente de Jair Bolsonaro. Com 96,7% das urnas apuradas, Mourão passou dos 44% dos votos válidos.