Veja vídeo: haxixe é apreendido dentro de compressor de ar no Aeroporto Internacional do Rio

RIO— Agentes da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da Receita Federal apreeenderam no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro pouco mais de três quilos de haxixe, avaliados em torno de R$ 159 mil. A apreensão aconteceu no último dia 20. A operação contou também com homens do serviço de remessas expressas da alfândega. A droga veio de Miami, no Estados Unidos, e seguiria para Guarapari, no Espírito Santo.

O haxixe é derivado da maconha que tem o cultivo e uso medicinal e recreativo liberado em alguns estados do país norte americano. A droga estava embalada e escondida em compressores de ar, que foram abertos pelos fiscais com auxílio de ferramentas como uma lixadeira e um martelo.

A rota usada pelos traficantes de haxixe é a mesma que foi utilizada para o tráfico de armas, em 2017. Em junho daquele ano, policiais civis apreenderam 60 fuzis no setor de cargas do Aeroporto Internacional do Rio, que estavam escondidos em filtros de piscina.

Na ocasião, foi apurado que o armamento também veio de Miami, nos Estados Unidos.

Não é a primeira vez que haxixe é apreendido pela Receita Federal no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro. Em junho de 2020, 510 gramas da droga foram apreendidas no local, escondidas em caixas de barra de cereal.

Na ápoca, o haxixe também veio dos Estados Unidos e seguiria para São Paulo.

O haxixe apreendido, no último dia 20, foi remetido para a Superintendência da Polícia Federal(PF), na Praça Mauá. A PF abriu uma investigação para apurar crime de tráfico internacional de drogas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos