'Velório festivo': a pedido do morto, cerimônia tem chopp e muito samba em Londrina

·1 min de leitura
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
  • Médico estava internado desde outubro e tinha 73 anos

  • No convite, foi colocada uma foto sua com um copo de cerveja na mão

  • Coordenadores do local do velório disseram que não é ilegal a homenagem

Um velório que ocorreu nesta terça-feira (9) em Londrina, no Paraná, chamou atenção nas redes por seu perfil inusitado. À pedido, do falecido, a cerimônia teve um clima festivo, com chopp e ao som de samba e MPB. O médico Mansur Miguel Mirte morreu na véspera aos 73 anos. Ele estava internado desde outubro no Hospital do Coração.

Um vídeo nas redes sociais mostrou familiares e amigos bebendo e cantando durante o velório, que ocorreu em uma capela da Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (Acesf), autarquia pública. Uma das músicas entoadas pelos presentes foi "O que é o que é", de Gonzaguinha.

No convite para a cerimônia havia uma foto do médico segurando um copo de cerveja e deixava claro que seria um “velório festivo”.

"Iremos comemorar os ensinamentos que ele nos deixou, como amigo, médico, pai, ser humano, etc. Felicidade é o resumo. Vamos festejar mais esse momento da vida dele, obrigado por tudo, nosso ídolo!", dizia o convite.

O superintendente da Acesf, Péricles Deliberador, disse que a cerimônia festiva atendeu a um desejo do médico falecido. A administração da capela não foi avisada previamente sobre o velório descontraído, mas não há proibição legal. No entanto, em um momento pessoas que participavam de um velório ao lado pediram que diminuíssem o volume da música.

“Nós só autorizamos fazer o velório. Em determinado momento começaram a fazer essa homenagem ao médico, que era um pedido dele, e nós não podemos proibir, desde que não esteja denegrindo o patrimônio público ou prejudicando outras pessoas”, disse Deliberador ao portal Extra.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos