'Velozes e Furiosos': qual a ordem para assistir aos filmes da franquia

Ana Beatriz Moda
·5 minuto de leitura

Lançada em 2001, a saga "Velozes e Furiosos" é um dos maiores sucessos quando se fala em duração de franquias no cinema. O primeiro filme lançou os astros Vin Diesel e Paul Walker e ainda arrecadou US$ 207 milhões de bilheteria, ultrapassando e muito os US$ 38 milhões do seu custo de produção.

Duas décadas depois, os fãs da franquia aguardam com ansiedade do nono filme da série. A Universal adiou, pela terceira vez, a data da estreia mundial. A previsão inicial era que o lançamento fosse em abril de 2020, mas foi transferido para maio de 2021 por causa da pandemia. Contudo, agora, a Universal remarcou novamente a data para 25 de junho. Enquanto o lançamento não vem, um novo trailer foi divulgado nesta semana.

Com a proximidade do lançamento, saiba qual a ordem correta para assistir a franquia.

Velozes e Furiosos (2001)

O policial Brian O’Connor (Paul Walker) entra infiltrado no mundo dos famosos “rachas”, as corridas ilegais entre carros para juntar provas e capturar o personagem de Vin Diesel, Dominic Toretto, procurado pelo FBI por liderar a gangue. Ele não contava, porém, que se envolveria com a irmã de Dom, Mia (Jordana Brewster), e se tornaria amigo dele. Brian, então, fica dividido entre honrar sua missão e seus princípios ou seguir com os laços que criou com a família na qual ficou tanto tempo infiltrado.

+ Velozes e + Furiosos (2003)

No segundo filme da franquia, Vin Diesel sai e entram Roman Pierce (Tyrese Gibson) e Tej (Ludacris) ajudando Brian O’Connor (Paul Walker) a capturar um chefão do crime organizado em Miami, novamente infiltrado. O par romântico do galã, dessa vez, é Eva Mendes.

Velozes e Furiosos 4 (2009)

Nesse filme, o elenco original (Walker, Diesel, Brewster e Michelle Rodriguez) retorna. Brian é um agente do FBI que conta com a ajuda de Toretto para capturar um líder do tráfico de drogas. Essa foi a primeira vez na saga que o enredo teve mais destaque do que os carros turbinados. O sucesso e a bilheteria de US$ 363 milhões garantiram a continuação.

Velozes e Furiosos 5: Operação Rio (2011)

A trama se passa no Rio, onde o grupo de Toretto busca fugir das autoridades. O quinto filme traz de volta destaques dos outros filmes, como Roman Pierce (Tyrese Gibson), Tej (Ludacris), Han e Gisele (Gal Gadot). Uma das cenas mais marcantes é uma luta entre Vin Diesel e The Rock, com direito a parede quebrada e dezenas de socos. Outras cenas de ação chamam a atenção, como quando um cofre gigante é arrastado pelas ruas.

Velozes e Furiosos 6 (2013)

Com ação do começo ao fim, o longa traz de volta Luke Evans como o vilão Owen Shaw.Michelle Rodriguez, cuja personagem teria morrido no quarto filme retorna para a trama. A atriz revelou em entrevista que não sabia da volta de sua personagem até ver a cena pós-créditos do quinto longa. O filme ainda faz ligação com Desafio em Tóquio e teve US$ 788 milhões em bilheteria.

Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio (2016)

O terceiro filme trouxe grandes mudanças no elenco. O protagonismo ficou com Sean Boswell (Lucas Black), um jovem rebelde que foi enviado para Tóquio pela mãe na tentativa de tomar um rumo na vida. Lá, Sean conhece Han (Sung Kang), líder de uma gangue de corredores que estende a mão para o rapaz e o ensina lições valiosas sobre a vida. Esse foi o filme com menor bilheteria na franquia (US$ 158 milhões), além de ser o único até o sétimo filme a não ter Paul Walker no elenco.

Velozes e Furiosos 7 (2015)

Esse foi o filme de maior sucesso entre todos os da franquia. Elogiado pela crítica especializada e pelo público, o longa foi totalmente adaptado por conta da morte de Paul Walker antes do término das gravações do filme. O ator morreu em um acidente de carro em 2013, aos 40 anos. Efeitos especiais e dois irmãos de Paul foram os recursos encontrados pela produção para finalizar o filme sem matar o personagem Brian O’Connor. Ele termina sua história aposentado.

No sétimo filme, a família de Dom luta contra Deckard Shaw (Jason Statham), irmão do vilão do sexto filme que busca vingança, e salva a hacker Ramsey (Nathalie Emmanuel), que se torna parte do grupo. A bilheteria arrecadou cerca de 1,5 bilhão de dólares.

Velozes e Furiosos 8 (2017)

O longa foi o primeiro depois de Desafio em Tóquio a não contar com Paul Walker e Jordana Brewster no elenco. Na trama, Toretto sofre chantagem da ciberterrorista Cipher (Charlize Theron) e é obrigado a trabalhar para ela, que mantém a ex-namorada Elena (Elsa Pataky) e seu filho como reféns. O longa foi o segundo da franquia a ultrapassar o marco de US$ 1 bilhão na bilheteria, arrecadando US$ 1,2 bilhão e se tornando o 2º maior sucesso comercial da série de filmes.

Velozes e Furiosos 9 (2021)

O nono filme da série traz Dominic Toretto (Vin Diesel) reencontrando seu irmão Jacob Toretto (John Cena), que é estimulado por Cypher (Charlize Theron) e Magdalene Shaw (Helen Mirren) a executar um plano de vingança. É hora de Dom reunir a irmã Mia (Jordana Brewster) e a família de fiéis amigos, como Roman (Tyrese Gibson), Tej (Ludacris) e Han (Sung Kang). Do mesmo diretor de Velozes & Furiosos 6 (2013) e Velozes & Furiosos 5 (2011) e Velozes & Furiosos 4 (2009).