Vencedor em duas categorias, O GLOBO é premiado na 11ª edição do Prêmio GDA de Jornalismo

O jornal O GLOBO, vencedor de duas categorias da 11ª edição do Prêmio GDA de Jornalismo, de 2022, recebeu a premiação nesta quinta-feira, em Lima, no Peru, em solenidade organizada pelo Grupo de Diários América (GDA), que reúne 11 dos principais jornais da América Latina.

O projeto A Bola de Cristal do Brasileirão, uma calculadora virtual que projeta as chances dos times brasileiros de ganharem o Campeonato Brasileiro de Futebol, foi o ganhador na categoria Proposta Editorial Inovadora. Já na categoria Podcast, a série "Pistoleiros", que conta a história de alguns dos principais matadores do Brasil, saiu vitoriosa.

O editor de Esportes de O GLOBO/ Extra, Thales Machado, recebeu o prêmio pela ferramenta de probabilidade estatística nas séries A e B do Brasileirão. Lançada em 2021 e aprimorada em 2022, o espaço virtual no site do jornal conta com dados do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que fornece os dados com a experiência de quem calcula probabilidades no futebol desde 2004.

Além disso, no espaço o torcedor é possível relembrar o histórico recente das campanhas dos clubes e comparar o desempenho com anos anteriores, com informações de probabilidade atualizadas de hora em hora. O projeto será relançado para a Copa do Mundo do Qatar.

— O que é inovador na Bola de Cristal é a forma de entregar a informação. Matérias de porcentagem de chance de título e rebaixamento já existem há anos, mas a gente consegue agora conferir em tempo real em uma ferramenta agradável e de fácil acesso — avalia Thales Machado.

A premiação por "Pistoleiros" foi entregue ao jornalista Rafael Soares, autor do podcast e da reportagem investigativa, que se transformou num projeto original Globoplay, produzido pelo GLOBO. O trabalho narrou a trajetória, desde as origens da patrulha da PM Patamo 500, dos ex-policiais Ronnie Lessa e Claudio Oliveira: o primeiro preso pela morte da vereadora Marielle Franco e o segundo condenado pelo assassinato da juíza Patrícia Acioli. Além do prêmio GDA, a produção já havia conquistado o segundo lugar da última edição do Prêmio Latam Wan-Ifra Digital Media Awards.

— Fico muito feliz pelo reconhecimento. A produção durou um ano e meio, desde a ideia inicial à publicação, e feito como uma reportagem, começando pela pesquisa documental, passando pela procura por fontes e checagem de informações. O prêmio fecha esse ciclo de ótima maneira — conclui Rafael Soares.

Na cerimônia, também foi premiado o jornal El Tiempo, da Colômbia, na categoria reportagem investigativa e o jornal La Nación, da Argentina, por sua Newsletter. O júri do prêmio foi composto por diretores jornalísticos, editores e professores de jornalismo.