Venda de apartamento de luxo dispara em Manhattan

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A venda de apartamentos em Manhattan bateu recorde no terceiro trimestre deste ano, e alcançou o maior volume em 32 anos, segundo dados da consultoria Miller Samuel com a corretora Douglas Elliman Real Estate.

Foram vendidas mais de 4.500 unidades no período, o que representa mais do que o triplo registrado no mesmo período do ano passado.

Ainda conforme a pesquisa, as transações com apartamentos de luxo se destacaram, como reflexo da crise do coronavírus, que impactou mais forte as famílias de menor renda.

Para efeito de comparação, a venda de apartamentos em Manhattan avaliados acima de US$ 4 milhões teve alta de 132,5% ante o mesmo período de 2019, enquanto as transações de unidades custando até US$ 4 milhões subiram quase 73%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos