Venda de ivermectina, sem eficiência comprovada contra covid-19, cresceu 466% em 2020

·1 minuto de leitura
Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Entre janeiro e novembro de 2020, a venda de ivermectina, remédio antiparasitário, cresceu 466% em relação ao mesmo período de 2019. Os dados são da IQVIA, consultoria de informações sobre saúde, e divulgados pela Folha de S. Paulo.

O governo federal, comandado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), divulgou o medicamento como útil para prevenção contra a covid-19, no entanto, não há comprovação científica de que a ivermectina seja eficaz no combate ao coronavírus.

Em mais de uma ocasião, o presidente sugeriu que os brasileiros usassem o remédio. A ivermectina, inclusive, faz parte do chamado “kit Covid”, composto por outros produtos também sem comprovação de eficácia contra a doença. A hidroxicloroquina e a azitromicina também estão no kit.

Leia também

Entre janeiro e novembro do ano passado, a indústria farmacêutica vendeu 42,3 milhões de caixas do medicamento. O pico foi em julho, quando foram vendidas 12 milhões em um mês.

A ivermectina é indicada para tratamento de piolho.