Vendas antecipadas de soja 21/22 se aproximam de 20% e superam média histórica, diz Safras

·1 minuto de leitura
Grãos de soja em Rio Verde (GO)

SÃO PAULO (Reuters) - A comercialização de soja da nova temporada (2021/22), que será plantada a partir de setembro, alcançou 19,2% da produção estimada, disse a consultoria Safras & Mercado nesta sexta-feira.

As vendas estão atrasadas na comparação com os 35,6% vistos no mesmo período do ano passado, mas acima da média de cinco anos, de 14%, de acordo com os dados.

"Levando-se em conta uma safra hipotética mínima para a temporada --igual a do ano anterior--, Safras estima uma comercialização antecipada de 19,2%, envolvendo 26,29 milhões de toneladas", afirmou a consultoria em nota, ressaltando que a primeira expectativa de produção para o novo ciclo será divulgada em julho.

Para a safra atual, cuja colheita está praticamente encerrada, a comercialização atingiu 75,6% e mostrou lentidão ante os 71,4% registrados no levantamento de maio.

"No período, a comercialização evoluiu pouco e, com isso, o total negociado da safra 20/21 ficou abaixo do percentual de igual período do ano passado (88,7%). Mas segue acima da média para o período (71,5%), devido à elevação consistente dos preços."

Considerando uma safra estimada em 137,19 milhões de toneladas, o total de soja 2020/21 já negociado é de 103,74 milhões de toneladas, acrescentou a consultoria.

(Por Nayara Figueiredo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos