Vendas da Volkswagen caem na Europa, mas segmento de veículos elétricos cresce na China

Por Victoria Waldersee

BERLIM (Reuters) - As vendas do Grupo Volkswagen caíram cerca de um quinto no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo dados da empresa divulgados nesta sexta-feira, lideradas por uma queda acentuada na Europa, enquanto as vendas de veículos elétricos a bateria foram impulsionadas pelo crescimento na China.

As entregas totais para clientes em todo o mundo caíram 22,4% no segundo trimestre do ano, com a Europa Central e Oriental, que inclui a Rússia, sendo as regiões mais atingidas - queda de 49,3%.

As vendas na Rússia representaram apenas cerca de 2% do total da Volkswagen em 2021, mas a guerra na Ucrânia causou interrupções na indústria automobilística da Europa, desde gargalos na cadeia de suprimentos até impactos da alta da inflação.

As vendas da Volkswagen na Europa Ocidental caíram 25,7% no segundo trimestre, enquanto na China e nas Américas o recuo foi mais moderado entre 16% a 18%.

As vendas de veículos elétricos a bateria aumentaram em pouco mais de um quarto, para 217.100, representando 5,6% do total - impulsionadas em grande parte pelo crescimento significativo na China.

Enquanto a Europa, tradicionalmente o mercado mais forte de veículos a bateria elétrica da Volkswagen, viu uma queda de 16,5% nas vendas no segundo trimestre, os números mais que dobraram na China.

No primeiro semestre do ano, as vendas de veículos elétricos a bateria da montadora na China tiveram um aumento de mais de três vezes em relação ao ano passado, para 63.500 unidades, informou a empresa.

Ainda assim, a montadora está muito atrás no país dos concorrentes locais e da Tesla, vendendo cerca de cinco vezes menos que a fabricante presidida por Elon Musk e 10 vezes menos que a BYD em maio.

(Por Victoria Waldersee)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos