Vendas em lojas físicas caíram 10,3% na semana do Natal de 2020

Extra
·1 minuto de leitura

As vendas no varejo físico registraram queda de 10,3% na semana do Natal, no pior desempenho desde o início da série histórica, em 2003. O Indicador de Atividade do Comércio – Natal, da Serasa Experian, compara os dados das semanas entre os dias 18 e 24 de dezembro dos anos 2019 e 2020 em todo o país.

Na análise do fim de semana antes do Natal, entre 18 e 20 de dezembro, a queda foi de 5,6% em 2020, com relação ao mesmo período do ano anterior.

Segundo os especialistas da Serasa Experian, o surgimento de uma segunda onda de contaminação de Covid-19, que no Brasil se intensificou a partir da segunda metade de novembro, avançando por todo o mês de dezembro, afugentou os consumidores das lojas.

Além disto, parte das vendas de Natal acabaram sendo antecipadas pela Black Friday. Durante a campanha de liquidações, as vendas tiveram desempenho considerado razoável em 2020, com alta de alta de 6,1%. Essa foi a única data comemorativa de 2020 que registrou crescimento na comparação anual.

Ainda assim, o resultado da Black Friday de 2020 foi o pior dos últimos três anos, reflexo do cenário de desemprego alto e redução pela metade do auxílio emergencial.