Procura por geradores de energia dispara 70% e, no Nordeste, painel solar vende 'que nem pamonha'

·1 minuto de leitura

RIO - O medo de que o país enfrente um racionamento de energia e a disparada na conta de luz fizeram consumidores e empresas correrem para comprar geradores de eletricidade e painéis solares. Fabricantes registram alta de até 70% nas vendas, tiveram que reforçar os estoques e preveem uma longa temporada de faturamento elevado.

No Nordeste, a busca é tão grande que uma empresa de painéis solares vende seus equipamentos em caminhões que circulam pelas ruas anunciando o produto "que nem pamonha".

Na semana passada, o governo anunciou a criação da bandeira tarifária de Escassez Hídrica, uma sobretaxa de R$ 14,20 a cada cem quilowatts-hora consumidos que será aplicada na conta de luz até abril do ano que vem. Com isso, só em setembro, a tarifa residencial de energia deve ter alta de até 8%.

Saiba mais sobre as opções para comprar geradores e painéis solares na reportagem completa, exclusiva para assinantes do Globo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos