Vendas do iPhone na China caem 20% no 4º trimestre

(Reuters) - As vendas de iPhones da Apple na China caíram 20 por cento no quarto trimestre, enquanto as vendas de smartphones fabricados pela rival Huawei cresceram 23 por cento, segundo dados da pesquisa setorial da empresa IDC nesta segunda-feira.

O relatório é o primeiro a dar a dimensão do declínio recente das vendas da Apple na segunda maior economia do mundo, após o presidente Tim Cook apontar a China como um grande fator em um corte raro na previsão trimestral de vendas da companhia, no mês passado.

A Apple não detalha os números de remessas de iPhone em seus resultados trimestrais, o que significa que pesquisas e verificações de canais feitas por empresas como a IDC costumam ser o indicador mais claro de mudanças nas vendas.

Os números do relatório mostraram uma queda de 19,9 por cento nos smartphones da Apple no último trimestre de 2018, enquanto os da Huawei cresceram 23,3 por cento. Isso reduziu a participação de mercado da Apple para 11,5 por cento, ante 12,9 por cento um ano antes, segundo o relatório.

"Além das atualizações regulares de desempenho em 2018 e pequenas mudanças no exterior, não houve grandes inovações que apoiassem os usuários a continuar mudando seus telefones por um preço muito alto", disse o relatório.

Um relatório separado de outra fonte comum da indústria, a Counterpoint, de Hong Kong, confirmou no início deste mês uma queda acentuada similar nas vendas na Índia - outro grande mercado emergente em que a Apple está com dificuldades.

A Countpoint disse que as vendas do iPhone no trimestre, que incluem o festival de Diwali, com vendas pesadas na Índia, caíram 25 por cento no ano, reduzindo as vendas totais em 2018 para 1,7 milhão de unidades ante 3,2 milhões um ano antes.

(Reportagem de Brenda Goh, Sonam Rai e Sankalp Phartiyal)